Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Ações da Diageo disparam após notícia de negociação com Inbev

Por Da Redação 8 jun 2015, 19h13

As ações da companhia de bebidas Diageo dispararam nesta segunda-feira, depois de a coluna Radar, de VEJA, noticiar que a empresa deve ser o próximo alvo Anheuser-Busch Inbev, controlada pelos empresários Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira. Segundo a coluna, os brasileiros, que também controlam a Heinz e o Burger King por meio do fundo 3G, estudam, ainda em fase inicial, a compra da gigante britânica que é dona das marcas Johnnie Walker e e Smirnoff.

As ações da Diageo chegaram a subir 8% na Bolsa de Londres, mas fecharam em alta de 6,8%, a 24,26 libras. O valor de mercado da empresa ultrapassa 47 bilhões de libras, 73 bilhões de dólares, enquanto a Ambev, também controlada pelo brasileiro, vale 93 bilhões de dólares na Bolsa de Nova York.

Segundo analistas ouvidos pelo Financial Times, aumentou a expectativa de que a Inbev parta para novas aquisições depois que a empresa comprou a cervejaria Modelo. A Diageo, diz o FT, estava fora do radar do mercado. Apostas apontavam a SAB Miller, a Coca Cola e a Pepsi como possíveis aquisições. A Inbev é uma das principais acionistas da cervejaria Ambev no Brasil.

LEIA TAMBÉM:

Jorge Paulo Lemann é uma das 100 pessoas mais influentes do mundo

Continua após a publicidade
Publicidade