Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ações da Apple despencam 12% após resultados fracos

Companhia divulgou lucro estável e decepcionou investidores ao apresentar vendas do iPhone abaixo das expectativas de analistas

As ações da Apple recuaram 12,34% no pregão desta quinta-feira na Nasdaq, perdendo mais de 50 bilhões de dólares em valor de mercado. O tombo mostra a decepção dos investidores com as vendas do iPhone nas festas de fim de ano. O número divulgado frustrou as expectativas do mercado, trazendo temores de que a empresa possa estar perdendo seu domínio em smartphones. O papel fechou cotado em 450 dólares.

Na quarta-feira, a Apple anunciou que sua receita no quarto trimestre cresceu para 54,5 bilhões de dólares, abaixo da estimativa média de analistas de 54,73 bilhões de dólares. Já seu lucro líquido de 13,08 bilhões de dólares no primeiro trimestre fiscal de 2013 ficou praticamente em linha com os resultados financeiros da empresa no mesmo trimestre do ano passado, quando teve lucro líquido de 13,1 bilhões de dólares.

Dezoito corretoras, incluindo Barclays Capital, Mizuho Securities, Credit Suisse e Raymond James, cortaram seus preços alvos para o papel em 132 dólares em média, para 612 dólares.

A Jefferies & Co reduziu a recomendação para a ação de “compra” para “manutenção”, e cortou o preço-alvo em 300 dólares, para 500 dólares.

O analista Peter Misek, da Jefferies, afirmou que a desaceleração do iPhone é “real e material” e que deve permanecer. “Achamos que a Apple está perdendo as guerras em tamanho de tela”, disse ele, assinalando que a demanda está migrando das telas de 3,5 e 4 polegadas para aquelas de 5 polegadas oferecidas por rivais como Samsung Electronics, HTC Corp e Nokia.

Leia também:

Vendas do iPhone decepcionam e receita da Apple fica abaixo das expectativas

Vendas em baixa reduzem produção do iPhone 5

Apple estaria preparando lançamento de três iPhones

A Apple informou na véspera que produziu 47,8 milhões de iPhones no trimestre até dezembro, número recorde, mas abaixo da previsão média de analistas, de 50 milhões de unidades.

O Deutsche Bank reduziu o preço-alvo para a ação de 800 para 575 dólares, e afirmou que a Apple deveria começar a desenvolver um iPhone com preço menor para recuperar a perda de mercado.

Analistas também afirmaram que o crescimento da empresa está atrelado a novos produtos, mas ressaltaram que não há nenhum lançamento no horizonte. “Para recuperar o crescimento, a Apple precisa, principalmente, lançar novos produtos, mas isso parece pouco provável antes de junho”, disse o analista Stuart Jeffrey, da Nomura.

A companhia tem sido alvo de rumores sobre estar desenvolvendo um televisor, mas até agora nada foi oficializado. A Apple não lança uma nova linha de produtos há cerca de três anos, exceto por uma versão menor do iPad, no segundo semestre do ano passado.

Os quatro lançamentos da Apple ofuscados pelo iPad mini

(com Reuters)