Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Acionistas da Petrobras aprovam balanço que mostrou perdas com corrupção

Relatório registrou que a estatal teve, em 2014, prejuízo de 21,6 bilhões de reais e perdas com a corrupção avaliadas em 6,2 bilhões de reais

Acionistas da Petrobras aprovaram nesta segunda-feira durante Assembleia Geral Extraordinária as demonstrações contábeis da companhia relativas ao ano de 2014, informa o ex-conselheiro da estatal Silvio Sinedino. O balanço ratificado nesta segunda-feira havia sido publicado com cinco meses de atraso, em abril, e após dois adiamentos.

O balanço foi aprovado com mais de 70% dos votos a favor e com cerca de 7% contra. Os cerca de 20% restantes foram de abstenções, disse Silvio Sinedino, representante do acionista minoritário Associação dos Engenheiros da Petrobras (Aepet). “Não tinha como [o balanço] não ser aprovado”, disse Sinedino, que já integrou o Conselho de Administração da companhia por dois mandatos.

A aprovação acontece apesar de questionamentos feitos por acionistas preferencialistas, que não concordaram com a decisão da Petrobras de não pagar dividendos. O questionamento chegou a ser levantado durante a assembleia, mas foi derrubado por parecer da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que disse não ter encontrado ilegalidade na proposta da Petrobras, disse Sinedino

Balanço – No relatório, a Petrobras reportou um prejuízo de 21,6 bilhões de reais, sendo 6,2 bilhões de reais decorrentes de ações de corrupção. Também constava do documento a redução de 44 bilhões de reais no valor de seus ativos.

A aprovação contou principalmente com o voto da União, que é acionista majoritária da empresa. No último dia 15, a Petrobras publicou o balanço referente ao primeiro trimestre do ano, com lucro de 5,3 bilhões de reais.

Leia também:

Petrobras pode ter de republicar balanço do 1º trimestre

Lucro da Petrobras no 1º tri foi inflado por “pedalada contábil”

As cinco informações que interessam no balanço da Petrobras

(Com agência Reuters)