Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Abertis junta-se a Brookfield e fecha compra da OHL Brasil

Empresas vão comprar juntas a 'Partícipes en Brasil', que é proprietária de 60% da concessionária de rodovias

Por Da Redação 6 ago 2012, 10h28

O conselho de administração da operadora espanhola de rodovias Abertis aprovou o projeto de aquisição das concessões de estradas da OHL no Brasil. A operação será realizada por meio do fundo de investimento canadense Brookfield Infrastructure.

Com esta operação, o grupo espanhol desponta como o líder mundial do setor de concessões de estradas tanto por quilômetros administrados (mais de sete mil), quanto por receita, informou a Abertis nesta segunda-feira à Comissão Nacional da Bolsa de Valores (CNMV) da Espanha.

A operação – Para concluir a aquisição, a Abertis fechou um acordo com o fundo Brookfield Infrastructure para juntos adquirirem a ‘Partícipes en Brasil’, que é proprietária de 60% da OHL Brasil – a titular das concessões de estradas da construtora no país. A Abertis pagará à OHL 10% de suas próprias ações, 10,7 milhões de euros (13,2 milhões de dólares) e assumirá 504 milhões de euros em dívidas da OHL Brasil pela fatia na Participes. Nesta transação, a Abertis deixará à disposição da Brookfield até 4,9% das ações que dispõe em tesouraria. Após essa aquisição, a OHL passará a responder por, aproximadamente, 15% do conjunto de acionistas da Abertis.

“A operação permitirá manter a solvência financeira da Abertis e nossa conhecida política de retribuição aos acionistas”, assegurou em comunicado o presidente da Abertis, Salvador Alemany.

Fechamento de capital – Segundo Alemany, uma vez concluída, a atual estrutura da operação poderia ajudar a formulação de uma oferta pública de aquisição (OPA) sobre o restante das ações da OHL Brasil. O grupo presidido por Alemany prevê que o fechamento da operação ocorra antes do final do ano, embora a operação esteja sujeita à obtenção de diversas autorizações.

Com um total de nove concessões com 3.226 quilômetros, a integração de ativos de OHL Brasil representa um grande impulso ao processo de internacionalização da Abertis, que incorporará à sua conta de resultados 800 milhões de euros de receita e 500 milhões de euros de ‘lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização’ (Lajida). Desta maneira, as estradas do Brasil, França e Chile representarão 55% da receita do grupo, contra 27% das estradas na Espanha.

“A vocação atual da Abertis é a de apostar pelo crescimento internacional, o que nos permite diversificar o risco”, explicou o executivo-chefe da companhia, Francisco Reynés.

Com seu avanço no Brasil, a Abertis também consolida sua posição no continente americano, onde já possui negócios nos Estados Unidos, México, Jamaica, Colômbia, Chile, Bolívia e Argentina.

(com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade