Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

A polêmica ofensiva de Elon Musk contra Bill Gates e Jeff Bezos

Empresário sul-africano alfinetou concorrentes do campo da inovação ao dizer que Gates tem posição comprada contra Tesla e que Bezos deveria trabalhar mais

Por Felipe Mendes Atualizado em 30 Maio 2022, 11h20 - Publicado em 28 Maio 2022, 16h27

O multibilionário Elon Musk, fundador de empresas como Tesla e SpaceX, atrai polêmicas. Homem mais rico do mundo, com patrimônio avaliado em 224 bilhões de dólares, Musk já minimizou a pandemia de Covid-19, foi acusado de manipular o mercado financeiro americano e até desafiou o presidente da Rússia, Vladimir Putin, a um confronto pessoal — o prêmio para o vencedor seria a Ucrânia. Seu novo alvo preferido, no entanto, parece ser seu rival no terreno das inovações: o cofundador da Microsoft, Bill Gates.

Na noite da última sexta-feira, 27, Musk acusou, em seu perfil no microblog Twitter, Gates de estar “apostando contra a Tesla”. Em uma série de tuítes, o empresário sul-africano afirmou que Gates tem uma posição multibilionária de dólares comprada contra o desempenho das ações da montadora de carros elétricos. Ele ainda insinuou que isso seria uma hipocrisia, já que Gates “afirma ajudar no combate ao aquecimento global”, e ainda: “tenho alguns problemas de confiança com ele”. Embora Gates negue que aposte contra a Tesla, fontes do mercado financeiro dão conta de que tal posição contrária de fato existe.

Gates, por sua vez, decidiu iniciar uma ofensiva contra a compra do Twitter por Musk. Em entrevista ao The Wall Street Journal, no início de maio, o fundador da Microsoft disse que Musk tornaria o microblog pior e questionou os objetivos por trás da compra pelo sul-africano — Musk anunciou a aquisição do microblog por 44 bilhões de dólares, mas a compra está suspensa. “Quando ele fala sobre abertura [da liberdade de expressão na plataforma], como ele se sente sobre algo que diz que as vacinas podem matar pessoas ou que Bill Gates está rastreando pessoas? Essa é uma das coisas que ele acha que deveria se espalhar? Não está totalmente claro o que ele vai fazer”, disse Gates, que foi vítima de fake news relacionadas aos imunizantes.

Recentemente, Musk reagiu a uma publicação do portal de extrema-direita Breitbart News que acusara a Fundação Bill & Melinda Gates de ter doado “centenas de milhares” de dólares para 11 das 26 organizações que assinaram uma carta aberta contra a aquisição do Twitter. No documento, era solicitado que patrocinadores do Twitter boicotassem a empresa caso Musk alterasse as políticas de censura da plataforma. “A aquisição do Twitter por Elon Musk vai envenenar ainda mais nosso ecossistema de informações e será uma ameaça direta à segurança pública, especialmente entre aqueles já mais vulneráveis e marginalizados”, diz um trecho da carta.

Como se alfinetar Gates não fosse o bastante, Musk aproveitou sua tempestuosa noite no microblog criticando outro bilionário. Desta vez, o alvo foi o fundador da Amazon, Jeff Bezos. Ao ser questionado por um internauta se Bezos seria uma boa pessoa, Musk respondeu: “Ele é ok, eu acho. Mas parece que ele está passando muito tempo na banheira de hidromassagem esses dias. Se ele quiser entrar em órbita, menos festas e mais trabalho seriam aconselháveis”, disse o fundador da Tesla. Além da Amazon, Bezos fundou a Blue Origin, uma das principais rivais da SpaceX, de Musk, na corrida espacial.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)