Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

A artimanha filantrópica de Elon Musk para abater impostos

O bilionário fez uma doação de 5,7 bilhões de dólares com a venda de ações, mas o ato também pode ajudar a reduzir sua conta de impostos

Por Luana Meneghetti Atualizado em 16 fev 2022, 03h24 - Publicado em 15 fev 2022, 11h28

O empresário Elon Musk, CEO da Tesla e fundador das empresas SpaceX e Neuralink, fez uma doação de 5,7 bilhões de dólares com a venda de ações no final de novembro do ano passado, entre 19 a 29 de novembro, de acordo com um documento da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (Securities and Exchange Commission – SEC), segundo reportagem da Bloomberg.

Essa já é considerada umas das maiores doações da história, mas o relatório não contém o nome da instituição beneficiária do valor, e ainda traz uma pessoa não identificada envolvida na transação. Meses antes da doação, Musk e David Beasley, diretor do Programa Mundial de Alimentos da ONU (WFP, na sigla em inglês), entraram em um embate após Beasley afirmar que 2% da fortuna de Elon Musk, pouco mais de 6 bilhões de dólares, poderia dar fim à pobreza mundial. Em resposta, o bilionário tuitou em sua rede social: “Se o WFP puder descrever neste tópico do Twitter exatamente como 6 bilhões resolverão a fome no mundo, venderei as ações da Tesla agora mesmo e farei isso”. Dias depois, a ONU respondeu no Twitter detalhando como a quantia poderia ser destinada para erradicar a fome.

Musk pode até estar comprometido a cumprir sua palavra, mas seu ato de caridade também pode ajudar a reduzir sua conta de impostos. Em 2021, o empresário pagou 11 bilhões de dólares em taxas. Musk já vendeu 16 bilhões de dólares em valor de ações para cobrir o exercício de e quase 23 milhões de dólares de opções de ações até agosto, mas ainda resta um saldo bilionário. As vendas das ações também acontecem em um momento em que o empresário começa a ser pressionado pelo Congresso Americano, que vem discutindo uma proposta de taxação de fortunas, do qual Musk é contra. Ele não recebe salário das suas empresas, mas é remunerado com o prêmio das ações. Por isso, a taxação de fortunas atingiria em cheio o seu patrimônio de 227,3 bilhões de dólares, que o torna a pessoa mais rica do mundo.

O imposto sobre fortuna prevê a taxação do valor dos ativos líquidos de um indivíduo, o que inclui bens como carros, imóveis, ações, negócios e demais propriedades de valor. Um projeto de lei da senadora Elizabeth Warren, chamado de Ultra-Millionaire Tax Act, busca taxar 2% do patrimônio líquido individual, na faixa entre 50 milhões de dólares e 1 bilhão de dólares, e 3% sobre o patrimônio na faixa acima de 1 bilhão de dólares. Propostas semelhantes estão sendo elaboradas na Califórnia, na Austrália e na África do Sul. Recentemente, Musk anunciou a mudança de sede da Tesla da Califórnia para Austin, no Texas, estado onde não incide cobrança de imposto de renda pessoal e corporativo.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)