Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Yoko Ono agradece Paul McCartney por dizer que ela não separou os Beatles

A artista, viúva de John Lennon, afirmou estar surpresa com as declarações de McCartney

Por Da Redação 22 out 2013, 10h39

A artista japonesa Yoko Ono, viúva do beatle John Lennon, disse estar “surpresa” e “agradecida” com as declarações de Paul McCartney, que, depois de mais de 40 anos, admitiu que ela não foi a causadora da separação do quarteto de Liverpool. O mundo do rock sempre considerou que Yoko como fator determinante do fim do grupo, mas no último ano, McCartney foi categórico ao afirmar: “Sem dúvida, Yoko não separou os Beatles”.

Em uma entrevista feita para a revista The Times, a artista admitiu ter se surpreendido com a declaração. “Eu fiquei em choque e pensei: ‘Agora ele diz isso, após 40 anos?'”, disse Yoko, que também se mostrou agradecida com McCartney. “Mas foi muito bom. No ambiente em que o mundo criou para nós, não foi fácil para ele dizer algo assim.”

Yoko se casou com Lennon em 1969 e, juntos, participaram de vários protestos contra a Guerra do Vietnã. Eles viveram em Nova York até o dia 8 de dezembro de 1980, quando Mark Chapman, que se encontra preso até hoje, matou o músico a tiros.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade

Publicidade