Clique e assine com até 92% de desconto

Winston Groom, autor de ‘Forrest Gump’, morre aos 77 anos

Além da obra que inspirou o oscarizado filme de Tom Hanks, ele deixa também outros 15 livros, incluindo o finalista do Pulitzer 'Conversas com o Inimigo'

Por Tamara Nassif Atualizado em 18 set 2020, 16h13 - Publicado em 18 set 2020, 14h35

O escritor Winston Groom, do romance Forrest Gump, publicado em 1986, morreu aos 77 anos. A prefeita Karin Wilson da cidade em que vivia o americano, Fairhope, confirmou a notícia nesta sexta-feira, 17, em sua página no Facebook: “É com muita tristeza que comunico a morte do nosso amado amigo Winston Groom. A cidade de Fairhope perdeu um autor icônico.” A causa da morte não foi divulgada.

Às condolências, também foram acrescidas mensagens da governadora do Alabama, Kay Ivey, divulgadas no Twitter. “Triste em saber que o Alabama perdeu um de nossos autores mais talentosos. Embora ele seja lembrado por criar Forrest Gump, Winston Groom foi um talentoso jornalista e um notável autor da história americana”, escreveu ela.

  • Publicada em 1986, sua obra mais famosa foi adaptada ao cinema em 1994 pelo diretor Robert Zemeckis e foi logo aclamada pela crítica, arrebatando seis estatuetas no Oscar: melhor filme, direção, roteiro, ator efeitos especiais e montagem. A trama do personagem estrelado por Tom Hanks acompanha um homem de raciocínio lento e bom coração que, em suas andanças pelos Estados Unidos, testemunha alguns dos mais importantes eventos da história do país.

    Nascido em Washington D.C e criado em Mobile, Groom se formou na Universidade do Alabama em 1965 e, logo depois, serviu ao Exército por quatro anos, incluindo uma temporada no Vietnã – local de passagem de Forrest Gump e cenário também para outra história publicada pelo escritor: Conversas com o Inimigo, finalista do Prêmio Pulitzer em 1984. Depois do tempo de serviço, atuou como repórter do jornal Washington Star até decidir embarcar de vez na carreira de escritor.

    Escreveu 16 livros ao todo, entre ficção e não-ficção, com temas variando desde a Guerra Civil americana a até um time de futebol do Alabama. O mais recente, The Alliesde 2018, conta sobre como Franklin Roosevelt, Winston Churchill e Joseph Stalin, na Segunda Guerra Mundial, conseguiram mudar o curso da história e travaram a maior guerra até hoje já vista. O autor deixa a esposa Anne Clinton, a filha Carolina e um legado saudoso, imortalizado pelo clássico hollywoodiano.

    VEJA RECOMENDA | Conheça a lista dos livros mais vendidos da revista e nossas indicações especiais para você.

    Continua após a publicidade
    Publicidade