Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Vídeo de maus-tratos de ‘4 Vidas de um Cachorro’ é investigado

ONGs de direitos dos animais pediram por um boicote ao filme, que conta a história de um cachorro que renasce várias vezes

Por Da redação Atualizado em 19 jan 2017, 21h28 - Publicado em 19 jan 2017, 13h15

Os produtores do filme Quatro Vidas de um Cachorro se comprometeram a investigar um vídeo de maus-tratos a animais, exibido pelo site TMZ, que mostra um treinador aparentemente forçando um pastor-alemão a entrar em águas turbulentas no set de filmagens. O diretor Lasse Hallstrom reconheceu na quarta-feira, no Twitter, que estava “muito perturbado com o vídeo” e acrescentou: “Eu não testemunhei essas ações. Estávamos todos empenhados em proporcionar um ambiente amoroso e seguro para todos os animais no filme. Foi-me dito que uma investigação completa dessa situação está em andamento e prometeram-me que qualquer irregularidade será relatada e punida”.

  • A produtora Amblin Entertainment e a distribuidora Universal Pictures também emitiram uma declaração conjunta ao site Entertainment Weekly,  na qual diz que a equipe de produção “seguiu protocolos rigorosos para promover um ambiente ético e seguro para os animais”. A nota ainda acrescenta: “Enquanto continuamos a rever as circunstâncias mostradas nas filmagens editadas, Amblin está convicta de que mostrou grande cuidado e preocupação com o pastor-alemão Hércules, bem como para todos os outros cães durante toda a produção do filme“.

    Josh Gad, que dubla o cão no filme e nunca foi ao set, expressou sua preocupação com as imagens no Twitter. “Fico abalado e triste por ver qualquer animal colocado em uma situação contra sua vontade”, disse ele, acrescentando que também pediu ao estúdio “uma explicação para essas imagens perturbadoras”.

    Entenda o caso – No vídeo divulgado pelo site TMZ, um cachorro da raça pastor-alemão, cujo nome seria Hércules, é segurado e obrigado a entrar numa piscina com forte correnteza, mesmo visivelmente apavorado. Na cena que estava sendo gravada, o cachorro salva uma criança de um afogamento num rio.

    O vídeo foi feito com câmera escondida por um dos membros da equipe de gravação em novembro de 2015, de acordo com o TMZ. O site ainda revelou que, para conseguir fazer a gravação, o diretor interrompeu a cena e, na volta, gravou -a  de forma mais espontânea, sem que o cão fosse novamente jogado na água. 

    O filme conta a história de um cachorro que renasce várias vezes para ajudar diversas famílias. O longa estreia no Brasil na próxima semana, no dia 26 de janeiro. Algumas ONGs de direitos dos animais pediram um boicote à produção.

    Continua após a publicidade

    Continua após a publicidade

    Continua após a publicidade

    Continua após a publicidade

    (Com Estadão Conteúdo)

    Continua após a publicidade
    Publicidade