Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Versão de ‘Big Bang Theory’ com jovem Sheldon estreia em setembro

A nova série, chamada 'Young Sheldon' e exibida nos EUA pela CBS, mostrará o personagem com nove anos

Por Da redação Atualizado em 14 mar 2017, 09h21 - Publicado em 14 mar 2017, 09h19

A emissora americana CBS vai levar ao ar a partir de setembro o spin-off (derivado) de The Big Bang Theory focado na juventude do protagonista Sheldon Cooper. Big Bang Theory é um fenômeno há anos. Criada em 2007, a série sobre a vida de um grupo de amigos nerds foi, nesta temporada, o programa não esportivo mais visto nos Estados Unidos, repetindo o feito alcançado desde 2014. E Jim Parsons já ganhou um Globo de Ouro e quatro Emmys por interpretar o icônico Sheldon Cooper. No Brasil, ainda não há previsão de estreia.

A série original gira ao redor de Sheldon e Leonard Hofstadter (Johnny Galecki), físicos que trabalham no California Institute of Technology, uma universidade localizada em Pasadena. A ingenuidade e excentricidade de Sheldon, cuja inteligência é muito superior à da média, o fazem relativamente inapto para a vida em sociedade, o que é um dos principais pontos cômicos da série. A nova série, chamada Young Sheldon, mostrará o personagem com nove anos, quando já está no ensino médio. Com um QI de 187, ele se forma aos 11 anos e obtém seu primeiro doutorado aos 16. Sheldon será interpretado por Iain Armitag, de oito anos, que atuou na série da HBO Big Little Lies.

  • Chuck Lorre, um dos criadores de The Big Bang Theory, participou do roteiro da nova série junto com Steven Molaro, um dos produtores-executivos da série original. O primeiro episódio será dirigido por Jon Favreau, de Mogli: o Menino Lobo e Homem de Ferro.

    Parsons, Galecki e Kaley Cuoco, que interpreta Penny, são os atores mais bem pagos da televisão americana com um cachê de 1 milhão de dólares por episódio, segundo a imprensa especializada. Recentemente, eles anunciaram que abririam mão de uma pequena fatia do salário para aumentar o do elenco de apoio.

    (Com agência France-Presse)

    Continua após a publicidade
    Publicidade