Clique e assine a partir de 8,90/mês

Uma seleção de bares com música ao vivo para conhecer em Goiânia

Confira os endereços da categoria que valem a visita

Por Camila Sayuri, Eula Lôbo, Geovane Gomes, Juliana Koch, Natália Ribeiro, Vinicius Tamamoto e Yuri Lopes - Atualizado em 28 out 2017, 12h54 - Publicado em 28 out 2017, 04h00

O roteiro a seguir, com oito estabelecimentos, integra a edição de VEJA COMER & BEBER GOIÂNIA 2017/2018:

Bolshoi Pub: eleito o bar com a melhor música ao vivo pelo júri
Quando o assunto é música ao vivo, fica difícil desbancar este pub, premiado pela oitava vez por sua agenda turbinada de shows. Ao longo dos últimos treze anos, o palco da casa recebeu grandes nomes internacionais, como o cantor de jazz e blues J.J. Jackson, o guitarrista Johnny Winter e a banda The Platters, e muitos artistas brasileiros. A cantora Fernanda Abreu, por exemplo, se apresentou em setembro. Bandas locais também costumam tocar no endereço. A programação, geralmente pautada pelo rock, é organizada pelo próprio dono da casa, Rodrigo Carrilho.
Para receber tantos espetáculos de peso, ele conta com equipamentos modernos de amplificação e iluminação e diversos instrumentos, entre eles três pianos e uma bateria DW Collec tor’s. O chope irlandês Guinness (R$ 35,00, 500 mililitros) e drinques como o gim-tônica (R$ 28,00) abastecem o público, que pode chegar a 550 pessoas. Para aplacar a fome, uma das opções é a tábua de filé-mignon grelhado, entregue com molhos barbecue e de mostarda mais farofa (R$ 50,00). Rua T-53, 1140, Setor Bueno (170 lugares). 20h/4h (uma vez por mês, dom. abre 17h/20h;
fecha. seg. e ter.).  

2º lugar: Lowbrow Lab Arte & Boteco
Antes de chegar ao bar, passa-se por uma galeria, que expõe obras de artistas do estado. Os goianos também têm espaço na discotecagem — o DJ Cristiano Caramaschi é presença constante. Apresentações de música ao vivo, em estilos que passeiam pelo reggae, soul, rock e MPB também podem ser conferidas por lá. Da cozinha, a especialidade é a almôndega, que surge em várias versões. A de cupim com geleia de pimenta e a de carne com molho bechamel de pequi, por exemplo, vão à mesa em porção de dez unidades (R$ 34,90). O larica do artista (R$ 23,90) é um hambúrguer de 180 gramas com rúcula, cebola caramelada, queijo, tomate, bacon e maionese de gengibre. São alternativas para refrescar a lata de Maniacs IPA (R$ 14,00) e o drinque newbrow cajá lemon, que leva cachaça Fiu-
Fiu, cajazinha, limão e água com gás (R$ 17,00) . Rua 115, 1624, (62) 3991-6175 (150 lugares). 15h/2h (dom. 17h30/1h30, fecha seg. e ter.). Aberto em 2016.

3º lugar: Alabama Choperia e Restaurante
Com capacidade para até 600 pessoas, o estabelecimento investe em apresentações de música ao vivo, com ênfase no sertanejo universitário. Animam as noites doses de uísque, drinques e cervejas — a Miller custa R$ 10,50 (600 mililitros). De terça a quinta-feira, a promoção dobradinha vigora até as 22h: na ocasião, duas taças do drinque cozumel, por exemplo, saem a R$ 9,90. Para petiscar, a picanha na chapa com mandioca, cebola assada e parmesão custa R$ 79,90 e satisfaz duas pessoas. Alameda Dom Emanuel Gomes, 150, Setor Marista, (62) 3924-9844 (600 lugares). 18h/2h (sáb., dom. e feriados 12h/2h; fecha seg.). Aberto em 2013. Aqui tem iFood.

Café Nice
O ambiente bem iluminado é decorado com caricaturas de jogadores de futebol, políticos e celebridades da música. Pelo pequeno palco passam grupos de forró às quintas, de pop rock às sextas e aos sábados e de samba aos domingos. Quarta-feira é dia de dança do ventre e rodízio árabe e mexicano (R$ 35,00). A hot chicken (R$ 44,99), porção de asinha e coxa de frango ao molho agridoce picante, serve três pessoas e faz tabela com a cerveja Serramalte (R$ 11,99) ou com a caipirinha de vodca com morango (R$ 15,99). Paleta de cordeiro e risoto de costela estão entre as opções do bufê (R$ 36,99 o quilo), disponível no almoço. Avenida T-36,110, Setor Bueno, ☎ 3541-4690 (250 lugares). 11h/14h e 19h/0h (sáb. 12h/0h; dom. 19h/0h; seg. e ter. 11h/14h). Aberto em 2006.

Complexo Estúdio & Pub
O antigo estúdio de gravações e produções musicais deu lugar ao bar, que não oferece cardápio fixo. Semanalmente, o espaço recebe parceiros convidados, que servem seus pratos ao público. Em períodos mais frios, a casa adiciona vinho às opções de bebidas. Com gelo e hortelã, o copo de catuaba sai por R$ 10,00. Os clientes podem conferir shows ao vivo de jazz, instrumental e autoral às quartas e às sextas, com artistas goianienses e de outras cidades. O local não possui mesas e recebe lotação máxima de 120 pessoas. Rua 7, 489, sala 1, Setor Central, ☎ 99825-6558. 20h/2h (sex. e sáb. 22h/3h; fecha seg., ter., qui. e dom.). Aberto em 2015.

Mandala Cervejaria
Artistas goianos, como o trio Krig-ha, se apresentam todas as noites. O público acompanha as apresentações e aproveita para provar drinques como o caipimenta (R$ 16,00), que leva vodca, morango, limão, essência de romã, pimenta dedo-de-moça ou chope, caso do gaúcho Roleta Russa (R$ 12,00) e do local Colombina (R$ 8,00). Para comer, o hambúrguer de 170 gramas de costela, fraldinha e patinho vem acomodado num pão francês com queijo, salada, cebola caramelizada e molho barbecue. A versão vegetariana é feita com lentilha (R$ 20,00 cada um). Misto de doce e coquetel, o jack shake (R$ 18,00) reúne uísque Jack Daniel’s numa taça com sorvete de creme, Amarula, café e chocolate. Avenida Esperança esquina com a R5, Vila Itatiaia, ☎ 98464-6362 (200 lugares). 17h30/1h30 (sex. e sáb. até 2h30; fecha dom. e seg.). Aberto em 2014.

Rocket 07 Pub
A casa recebe shows de rock toda terça, sábado e domingo, momentos em que a garrafa de Colombina IPA (R$ 19,90) ajuda a dar um gás na animação. Outra grande atração é a torre de batata (R$ 66,90, para cinco pessoas).
Sob olhares e câmeras de celulares, ela chega à mesa ainda na forma e, conforme é retirada, o cheddar escorre junto ao bacon, ao catupiry e à mussarela. Na happy hour, há dez tipos de espeto escoltados por vinagrete e farofa, como o de medalhão de picanha (R$ 14,90). Os drinques da casa têm nome de bandas, como o barão vermelho (R$ 16,90), uma caipirosca de morango. Avenida. Portugal, 1010, Setor Marista, ☎ 98117-5575 (215 lugares). 17h30/1h (sex.
até 3h30; sáb. 11h30/3h30; dom. 15h/0h30).  Aberto em 2015. Aqui tem iFood.

Shiva alt-bar
The Cure, The Smiths e outros lendários nomes do rock e do indie são alguns dos reverenciados na programação musical do bar, que também tem noites dedicadas ao jazz e ficou em terceiro lugar na categoria “para agitar”. Para manter a empolgação, o público bebe desde cervejas mais comuns, como a Heineken (R$ 10,90) e a Estrella Galicia (R$ 12,90, ambas em garrafas de 600 mililitros), até rótulos artesanais, como a Colombina Weiss (R$ 20,00) e a Lund Witbier (R$ 25,00). As almôndegas gratinadas com molho de tomate (R$ 24,00) e os frangos empanados com molho à escolha (R$ 22,00) são algumas das pedidas preparadas pela brigada da cozinha. Aos domingos, drinques com a bebida destilada Fiu Fiu, de Pirenópolis, saem a R$ 10,00. Alameda das Rosas, 1371, Setor Oeste, ☎ 3285-7790 (175 lugares). 18h/2h (sex. e sáb. até 3h; fecha seg.). Aberto em 2015.

Continua após a publicidade
Publicidade