Clique e assine a partir de 8,90/mês

TikTok fecha parceria para distribuir músicas no Spotify e Apple Music

Com o acordo, vai ficar mais fácil ouvir nas plataformas de streaming as músicas de artistas independentes que viralizam na rede social chinesa

Por Felipe Branco Cruz - Atualizado em 20 ago 2020, 16h03 - Publicado em 20 ago 2020, 15h53

Em meio às notícias sobre a venda do TikTok nos Estados Unidos, a empresa ByteDance, dona da rede social chinesa, anunciou que as músicas virais compartilhadas dentro da plataforma serão disponibilizadas no Spotify e no Apple Music, sem passar pelas grandes gravadoras. O acordo foi feito em parceria com a empresa UnitedMasters e a iniciativa vai beneficiar diretamente artistas independentes que postam suas composições no TikTok.

ASSINE VEJA

A encruzilhada econômica de Bolsonaro Na edição da semana: os riscos da estratégia de gastar muito para impulsionar a economia. E mais: pesquisa exclusiva revela que o brasileiro é, sim, racista
Clique e Assine

Funciona assim: um artista posta sua música no TikTok para ser usada naqueles vídeos virais da rede social. O usuário que gosta da música geralmente não consegue encontrá-la nas plataformas de streaming porque o autor é um artista independente. Com a parceria, fica mais fácil enviar para o Spotify e para a Apple Music sem precisar de uma gravadora para isso e, de quebra, ter acesso a receita.

De acordo com uma análise do site especializado em tecnologia TechCrunch, a iniciativa pode promover grandes mudanças na indústria fonográfica, já que o TikTok se tornou uma plataforma propícia para a viralização de músicas.

O acordo pode ser um dos últimos negociados pela empresa ByteDance nos Estados Unidos após a ordem do presidente Donald Trump para que o aplicativo chinês seja vendido, após ser acusado de não respeitar a privacidade dos usuários. A Microsoft e o Twitter já anunciaram que estão interessados na compra. Hits como Old Town Road, de Lil Nas X, Say So, de Doja Cat, e Dance Monkey, de Tones and I, viralizaram no TikTok. A rede social também tem despertado o interesse de produtores musicais, como Simon Fuller, criador do reality Idols e American Idols. Ele busca no TikTok talentos para montar seu próximo supergrupo musical.

Continua após a publicidade
Publicidade