Clique e assine com até 92% de desconto

TikTok faz disco de Fleetwood Mac voltar às paradas musicais

'Rumors', lançado em 1977, voltou na 7ª posição da Billboard depois de um vídeo viralizar na rede social

Por Tamara Nassif 20 out 2020, 15h46

Quando Nathan Apodaca, 37 anos, um trabalhador de armazéns de batata em Idaho, nos Estados Unidos, se filmou deslizando tranquilamente em seu skate ao som de Dreams (1977), da banda inglesa Fleetwood Mac, tudo o que ele queria era  mostrar sua “vibe matinal”. Com apenas o celular e um suquinho de frutas vermelhas em mãos, não esperava ter um engajamento tão absurdo. O vídeo curto viralizou e foi visto mais de 61 milhões de vezes no TikTok, o aplicativo chinês que, em agosto, emplacou o primeiro lugar entre os apps mais baixados do mundo e que vira-e-mexe é alvo de polêmicas envolvendo o presidente americano Donald Trump.

O vídeo ainda, quem diria, ressuscitou o Fleetwood Mac, que nesta semana alcançou o sétimo lugar das paradas da Billboard, o ranking americano que elenca as músicas mais consumidas, com o álbum Rumors – um posto que não ocupava desde fevereiro 1978, à época de seu lançamento. O pouso entre os dez discos mais ouvidos é resultado de mais de 33.000 vendas nos Estados Unidos, somado a 30 milhões de reproduções nas plataformas digitais. A música Dreams, por outro lado, já foi tocada mais de 230 milhões de vezes no aplicativo chinês e aterrissou entre as 50 mais ouvidas do mundo do Spotify.

@mickfleetwood

@420doggface208 had it right. Dreams and Cranberry just hits different. #Dreams #CranberryDreams #FleetwoodMac

♬ Dreams (2004 Remaster) – Fleetwood Mac

@420doggface208

Morning vibe #420souljahz #ec #feelinggood #h2o #cloud9 #happyhippie #worldpeace #king #peaceup #merch tacos #waterislife #high #morning #710 #cloud9

♬ Dreams (2004 Remaster) – Fleetwood Mac

Tamanho sucesso levou até os artistas da banda inglesa, a vocalista Stevie Nicks e o cofundador Mick Fleetwood, a gravarem suas próprias versões do meme e a surfarem na onda que os levou de volta à tona. “Nathan acertou. Dreams e suco de cranberry bate diferente”, escreveu Fleetwood em sua conta do TikTok, no vídeo que bateu 13 milhões de visualizações e é até mais engraçado que o original.

Essa não é a primeira vez que o TikTok reascende e catapulta figuras escondidas – pelo tempo ou pelo anonimato. Depois de viralizar na forma dos famosos “desafios” da rede, a canção Old Town Road, do rapper americano Lil Nas X, de 20 anos, disparou no ranking da Billboard e levou um prêmio no MTV Video Music Awards, em 2019. Aqui no Brasil, virou base para uma canção também viral, dessa vez em formato de funk, dos artistas MC JottaPê, DJ RD e MC M10. De ilustres anônimos a funkeiros e icônicas bandas inglesas da década de 1960, eis a magia do TikTok.

Continua após a publicidade
Publicidade