Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

‘The Voice’: Claudia Leitte cai no choro no final das batalhas

Reality show musical da Globo foi exibido excepcionalmente nesta quarta, por causa do jogo da Seleção contra a Argentina, e passa a ser ao vivo na próxima semana

Por Daniel Dieb 12 nov 2015, 11h31

Vestida de paquita verde, a cantora e jurada Claudia Leitte se emocionou na última noite da fase de batalhas do The Voice Brasil, da Globo. As lágrimas de Claudia caíram após a vitória de Agnes Jamille sobre Larissa Mello, do time de Carlinhos Brown, que interpretaram Caçador de Mim, hit brega do cardápio de Milton Nascimento. Com a voz levemente embargada, a cantora disse que “algo da canção” mexia com ela, “talvez a letra de superação”. Ela, porém, já havia usado os dois “pegueis” a que tinha direito na noite – quando um jurado resgata um participante eliminado por um colega – e não pôde chamar para sua equipe Larissa, dispensada depois de Brown escolher Agnes como vencedora. Transmitido às quintas, o reality show foi ao ar nesta quarta, excepcionalmente, devido ao jogo de futebol do Brasil contra a Argentina, pelas eliminatórias da Copa de 2018, marcado para hoje.

LEIA TAMBÉM:

Claudia Leitte causa no ‘The Voice’ – e dá patada em Teló

Você acredita? Claudia Leitte ju-ra que adora virar meme

Estilo ‘americanizado’ dos candidatos volta a incomodar no ‘The Voice Brasil’

Continua após a publicidade

Jurados do ‘The Voice’ ‘desviram’ cadeira para candidato

No início do programa, o “peguei” foi usado a torto e direito. Depois duas primeiras batalhas, ambas do time de Michel Teló, Claudia e Brown chamaram as preteridas Bricia e Adna, cuja voz parece a de homem, para as suas equipes. No lugar delas, o sertanejo elegeu Franciele Karen e Renan Ribeiro.

O reality continuou com as derradeiras batalhas e a despedida dos assistentes, que participaram por dois episódios. Alexandre Pires, de Claudia, mostrou tranquilidade e calma nas poucas vezes em que falou, assim como Rogério Flausino, ajudante de Brown. Luiza Possi, animada, falou mais do que o próprio técnico, Teló, enquanto Di Ferrero, que auxiliava Lulu Santos, não se deu bem com o posto e se atrapalhou todo na hora de dar suas avaliações sobre os concorrentes.

Lulu Santos usou o “peguei” com Joelma Santiago, que havia cantado Chandelier, de Sia, com Allice Tirolla, escolhida a melhor pela técnica Claudia Leitte. Depois delas, houve mais uma disputa do time da cantora fluminense: entre o Cantor Xanddy, “parça” de Neymar, e Lorena Ly, que tem uma das vozes mais fortes da competição. Não à toa, ela foi escolhida como vencedora pela jurada. O Cantor Xanddy – ele pede para ser chamado assim – já deixava o palco quando Teló, pressionado por Claudia e pela plateia, o chamou para a sua equipe, gastando o último “peguei” dos técnicos.

The Voice Brasil deve ganhar em naturalidade, nervosismo e erros na próxima semana, quando o programa entra na fase “rodada de fogo” e passa a ser transmitido ao vivo. Isso mudará e muito a dinâmica do reality show, cuja edição é cheia de cortes. Na nova fase, os técnicos poderão escolher quatro dos sete integrantes de seus times para ir direto à próxima etapa, enquanto os outros concorrentes terão de se enfrentar uns aos outros.

Continua após a publicidade

Publicidade