Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Tela de Kandinsky pode alcançar US$ 30 milhões em leilão

Valor seria um recorde para o artista russo, cuja obra mais cara, 'Fugue', foi vendida por 20,9 milhões de dólares nos anos 1990

Por Da Redação 29 ago 2012, 20h11

A tela Estudo para a Improvisação 8, de 1909, pode se tornar a obra de maior valor do russo Wassily Kandinsky (1866-1944). O quadro deve ir a leilão no começo de novembro pela Christie’s de Nova York, que espera vendê-la por até 30 milhões de dólares. Até aqui, Fugue, de 2014, é a obra de Kandinsky a alcançar maior valor. O quadro foi vendido nos anos 1990 por 20,9 milhões de dólares.

LEIA TAMBÉM:

LEIA TAMBÉM: ‘O Grito’, de Munch, torna-se o quadro mais caro já leiloado

Óleo sobre cartão fixado em tela, Estudo para a Improvisação 8 tem 98 x 70 cm. A obra sairá da coleção da Volkart Foundation, entidade beneficente ligada à empresa suíça Volkart Brothers. “Mundialmente reconhecido por sua contribuição para a arte abstrata, o trabalho é um estudo bem feito por Kandinsky para sua pioneira série Improvisações“, diz comunicado da casa de leilões Christie’s. “Estimado entre 20 e 30 milhões de dólares, o quadro de um herói conquistador com uma espada dourada tem potencial para quebrar o recorde do artista.”

Em 2008, a Christie’s leiloou outra tela da série Improvisações, o quadro Estudo para a Improvisação 3, que alcançou o valor de 16,9 milhões de dólares. “Nessas obras, Kandinsky estava testando os limites tradicionais da expressão artística para obter avanços em forma, cor, material e impulso artístico. Toda a nossa noção contemporânea de arte abstrata se deve a artistas como ele, que realmente abriu caminho para muitos seguidores”, diz no comunicado Brooke Lampley, responsável pelos leilões de Arte Moderna e Impressionista na Christie’s.

Continua após a publicidade
Publicidade