Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Taylor Swift é eleita a mulher mais poderosa dos meios de comunicação

Cantora estreia na décima posição na lista geral, que inclui homens e mulheres, organizada pelo jornal 'The Guardian'

Por Da Redação 9 dez 2014, 21h08

2014 tem sido generoso com Taylor Swift. Além de vender mais de 2,5 milhões de cópias de seu último disco, 1989, em poucas semanas, a cantora americana entrou para as listas de personalidades mais importantes do ano. Na compilação Media Guardian 100, divulgada pelo jornal britânico The Guardian, ela agora figura como a mulher mais poderosa dos meios de comunicação, que incluem nomes da tecnologia de informação, da música e da publicidade, entre outros.

Leia também:

Por que Taylor Swift vai salvar a indústria musical

Taylor Swift é flagrada em momento íntimo com modelo

Taylor Swift derruba ex-namorado e volta ao topo da parada

De acordo com o jornal, ela foi escolhida por ter chamado atenção para a remuneração dos artistas por meios eletrônicos ao retirar seus álbuns do serviço de streaming de música Spotify. Em entrevista ao site Yahoo, ela explicou a decisão: “Não estou disposta a submeter o trabalho da minha vida a um experimento que não compensa justamente os escritores, produtores, artistas e compositores”. A cantora também está entre os finalistas para a escolha de pessoa do ano da revista americana Time.

A cantora estreia na décima posição na lista geral do Guardian – os homens dominam as nove primeiras posições. A lista do Guardian é liderada pela quarta vez por Larry Page, presidente da gigante da internet Google. Em segundo lugar, aparece o criador do Facebook, Mark Zuckerberg, e, em terceiro, o presidente da Apple, Tim Cook.

Continua após a publicidade

Publicidade