Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Taylor Swift doa R$ 1 milhão para cantora Kesha

Artista está processando o seu produtor, Dr. Luke, sob acusação de abusos físicos, sexuais e emocionais

Por Da Redação 22 fev 2016, 11h29

Taylor Swift doou 250 000 dólares (cerca de 1 milhão de reais) à cantora americana Kesha, que está enfrentando um processo judicial para romper o seu contrato com a gravadora Sony e seu produtor, Dr. Luke. A artista o acusa de cometer abusos sexuais, físicos e emocionais contra ela. À revista americana Entertainment Week, a equipe de Taylor disse que o valor foi oferecido para ajudar Kesha nos gastos com o julgamento.

Kesha processou Dr. Luke em outubro de 2014, alegando ter sofrido abusos de vários tipos ao longo de dez anos. Segundo ela, o produtor chegou a obrigá-la a consumir álcool e drogas quando tinha apenas 18 anos e, certa vez, a violentou após dopá-la. Dr. Luke, que se chama Lukasz Gottwald, já trabalhou com artistas como Katy Perry e Britney Spears. Ele entrou com uma ação judicial contra a cantora, alegando que ela o extorquiu e que está mentindo sobre a sua conduta.

No processo, Kesha pede que seja liberada de seu contrato com o produtor e com a gravadora Sony. Dr. Luke e a empresa alegam que a cantora havia se comprometido a gravar cinco álbuns, mas concluiu apenas dois. Na decisão de sexta-feira, a juíza Shirley Kornreich, da Suprema Corte de Nova York, afirmou que o tribunal não pode “dizimar um contrato que foi fortemente negociado e é típico para a indústria”.

Leia também:

Ke$ha vai para a rehab para cuidar de distúrbios alimentares

Taylor Swift reforça sua relevância no Grammy 2016

Reação – Após a decisão desfavorável à cantora, muitas celebridades, sobretudo mulheres, demonstraram apoio a ela pelas redes sociais, usando a hashtag “free Kesha” (ou “libertem a Kesha”, na tradução livre). “Há pessoas em todo o mundo que amam você, Kesha. E eu posso dizer que eu realmente respeito a sua coragem”, escreveu Lady Gaga em sua conta no Twitter. A cantora Lorde também se manifestou, dizendo estar junto a Kesha “nesses tempos traumáticos e profundamente injustos”. Kelly Clarckson, que já trabalhou com Dr. Luke, criticou o produtor. “Estou tentando não dizer nada, já que não consigo falar nada de bom sobre uma pessoa. Então essa sou eu não falando sobre o Dr. Luke”, escreveu.

Demi Lovato, por sua vez, publicou uma série de mensagens sobre o assunto. Em algumas, elogiou a coragem de Kesha. Em outras, reclamou da falta de apoio das outras mulheres. “Estou pronta para que aquelas que se autointitulam feministas comecem a falar ou a agir em nome dos direitos das mulheres”, escreveu ela. A mensagem, postada antes do anúncio da doação de Taylor Swift, foi interpretada por muitos como uma indireta à cantora, que não se pronunciou publicamente sobre o caso.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês