Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

‘SuperStar’: Até filho de Sandy prefere Paulo Ricardo

Lucas Lima, marido de Sandy, entra na brincadeira em torno da indiferença das bandas pela mulher e diz que até o pequeno Theo tem predileção pelo jurado roqueiro

Por Da Redação 11 Maio 2015, 17h36

Na noite de repescagem do SuperStar, até Lucas Lima, marido de Sandy, brincou com o fato de a mulher ser preterida pelos participantes na hora em que eles precisam escolher um padrinho no reality show de bandas da Globo. Em seu perfil no Twitter, Lucas, que estava nos bastidores do programa deste domingo, fez menção à situação ao ver Theo, seu filho com Sandy, pular no colo de Paulo Ricardo, o jurado preferido dos concorrentes: “Até tu só escolhe o Paulo Ricardo?”.

LEIA TAMBÉM:

Sandy, a jurada fofa que ninguém quer no ‘SuperStar’

‘SuperStar’: Fernanda Lima cobra opinião de Sandy e Thiaguinho

‘SuperStar’ retorna com novos jurados e menor poder de decisão do público

Continua após a publicidade

Para a sorte de Sandy, no quinto e último dia de audição antes da fase “Superpasse”, Paulo Ricardo não pôde ser escolhido para apadrinhar nenhum grupo, pois já atingiu o limite de oito bandas sob sua supervisão. Com isso, três dos quatro conjuntos aprovados neste domingo tiveram que escolher Sandy como madrinha — desta vez, ela até arriscou algumas críticas, mas se confundiu em outros momentos. A outra ficou com o pagodeiro Thiaguinho, que já contava sete afilhados.

O conjunto Dona Zaíra, de Piracicaba, São Paulo, tocou um forró de Dominguinhos e ficou com 77% de votos dos espectadores. O grupo foi para o guarda-chuva de Sandy, assim como a banda de pop rock Reverse, que tocou a autoral Imagina e teve 81% de aprovação do público. Com a mesma quantidade de votos, o grupo de rock Versalle, de Porto Velho, outro a ficar com a irmã de Júnior, apresentou a canção própria Mente Cheia. Já com o jurado pagodeiro Thiaguinho, ficou o grupo Consciência Tranquila, que teve 80% dos votos ao cantar Deixa Isso Pra Lá, famosa na voz de Jair Rodrigues e composta por Alberto Paz e Edson Menezes.

Ao contrário das outras noites de audição, Sandy até tentou sair do lugar-comum e das críticas que no fundo não dizem nada. Formada em Letras (Português e Inglês) pela PUC de Campinas, a jurada não gostou da pronunciation da banda de indie rock Wannabe Jalva, que cantou em inglês a autoral Miracle. Poucas pessoas da plateia aplaudiram o fraco grupo gaúcho. Eles tiveram apenas 49% de aprovação do público, mesmo com a ajuda de Paulo Ricardo, que votou “sim” e deu mais 7% a eles.

A jurada fofa foi ensaboada novamente ao falar da banda reprovada Facção Caipira. Na hora de dar a sua opinião sobre o grupo, que mescla blues e country americano com o sertanejo brasileiro, Sandy achou que tinha beatbox – sons feitos com a boca presentes no rap – na canção autoral Blues Brasileiro, quando, na verdade, era gaita, instrumento mais ligado ao sertanejo. Ainda sobrou para seu pai, Xororó, presente na plateia, que ouviu a filha dizer que o ama, mas “não ama” a música sertaneja.

Superpasse – No próximo domingo, o SuperStar inicia a sua segunda fase, chamada de “Superpasse”, em que cada padrinho escolherá uma banda do seu rol para ir direto à terceira fase. Os 21 grupos que restarem se enfrentarão no palco pelo voto do público até que sobrem 18 na competição, a ser dividida em seis fases.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês