Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

‘Spencer’, ‘Duna’ e mais: filmes para ficar de olho nas premiações de 2022

Confira seis produções que fizeram sucesso nos festivais de cinema e, desde já, revelam-se fortes candidatas a prêmios como o Oscar

Por Marcelo Canquerino Atualizado em 2 out 2021, 17h12 - Publicado em 1 out 2021, 14h23

Grandes promotores de filmes para premiações renomadas do universo do cinema, os festivais internacionais estão a todo vapor após as incertezas do último ano em razão da pandemia. O Festival de Veneza, primo pop de Berlim e Cannes, tem se consagrado como palco para estreias de filmes aclamados pelo Oscar, caso de Nomadland e Parasita. Outros festivais, como o de Toronto e Telluride, também trouxeram este ano produções elogiadas pela crítica especializada. Confira alguns filmes do circuito de festivais de cinema para ficar de olho durante a temporada de premiações de 2022: 

Spencer

Na recente leva de produções sobre a realeza britânica puxadas por The Crown, o novo filme do diretor chileno Pablo Larraín – conhecido por Jackie, sobre a ex-primeira-dama americana Jacqueline Kennedy – está chamando muito a atenção nos festivais de cinema pelos quais tem passado. Estrelado por Kristen Stewart, Spencer imagina os bastidores da separação entre a princesa Diana e o príncipe Charles, durante o Natal da família real em 1991. O longa fez sua estreia no Festival de Veneza e Stewart foi aplaudida de pé, ao lado de Larraín, por sua atuação, que tem sido ovacionada pela crítica especializada. Já considerado um forte concorrente ao Oscar 2022, o filme estreia nos cinemas brasileiros em 11 de novembro

Ataque dos Cães

Também debutante no Festival de Veneza, Ataque dos Cães é uma das apostas da Netflix para o circuito de premiações. Dirigido pela neozelandesa Jane Campion, o filme foca em relações familiares ao contar a história de Phil, interpretado por Benedict Cumberbatch, um fazendeiro que quer a todo custo acabar com o relacionamento de seu irmão. O elenco também conta com Kirsten Dunst e Jesse Plemons. Baseada no romance homônimo escrito por Thomas Savage, a produção foi eleita melhor direção em Veneza, agraciou Cumberbatch com o prêmio de atuação no Festival de Toronto e no mês que vem será destaque no Festival de Londres. O filme chega ao Brasil pela gigante do streaming no dia 1º de dezembro

A Mão de Deus

Continua após a publicidade

O novo filme do aclamado diretor italiano Paolo Sorrentino, do admirável A Grande Beleza, é uma de suas produções mais pessoais. O drama autobiográfico A Mão de Deus narra a juventude do cineasta na Nápoles da década de 1980 e aborda a trágica morte de seus pais durante este período. Sorrentino emocionou o público do Festival de Veneza e venceu uma das grandes categorias da noite, o Grande Prêmio do Júri. O longa, um dos favoritos ao Oscar, ainda não tem data de estreia, mas está previsto para ser exibido em cinemas selecionados e também na Netflix. 

Noite Passada em Soho

Com passagem em Veneza e no badalado Festival de Toronto, Noite Passada em Soho é um dos filmes mais aguardados do diretor pop Edgar Wright. A história acompanha Eloise (Thomasin McKenzie), uma estudante de moda que consegue se transportar para a Londres de 1960. Lá, ela encontra a aspirante a cantora Sandy (Anya-Taylor Joy) e, de forma aterrorizante, vê sua vida se ligar à da garota. O filme ainda não possui data de estreia confirmada no Brasil. 

Duna

Clássico livro de ficção científica, Duna ganhou uma nova adaptação para as telas este ano nas mãos do diretor Denis Villeneuve. Ambientado em um futuro onde as viagens interplanetárias são realidade, o longa acompanha a jornada de Paul Atreides (Timothée Chalamet), jovem herdeiro de uma família aristocrática que é vítima de um golpe e se torna a esperança de uma antiga irmandade para a concretização de um plano secreto. Além de Chalamet, o elenco traz Zendaya e Oscar Isaac – e o primor visual de Duna tem impressionado nos festivais de cinema, o que o torna um forte candidato às categorias técnicas do Oscar. O filme chega aos cinemas brasileiros em 21 de outubro

A Filha Perdida

Olivia Colman em cena de 'A Filha Perdida'.
Olivia Colman em cena de ‘A Filha Perdida’. //Divulgação

A adaptação do livro homônimo de Elena Ferrante venceu o prêmio de Melhor Roteiro no Festival de Veneza e também fez uma aparição no Festival de Telluride. Estreia na direção da atriz Maggie Gyllenhaal, A Filha Perdida tem como protagonista Leda, vivida por Olivia Colman, uma professora universitária que, durante suas férias, começa a enfrentar problemas após conhecer e observar com mais atenção uma família napolitana. O longa venceu o prêmio de melhor roteiro no Festival de Veneza e também fez sucesso no Festival de Telluride. Outra aposta da Netflix para abocanhar as grandes premiações do cinema, a produção chega à gigante do streaming em 31 de dezembro.

Continua após a publicidade

Publicidade