Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Seu Jorge: ‘Eu me vingo na música’

Cantor contou ao jornal ‘The Guardian’ que evita fazer shows em favelas desde que o irmão morreu em um confronto entre policiais e traficantes, no Rio

Por Da Redação 14 jan 2015, 19h45

Em entrevista ao jornal britânico The Guardian, por ocasião de show realizado no Sydney Festival em 11 de janeiro, o cantor carioca Seu Jorge lembrou a sua infância na comunidade de Belford Roxo, no Rio de Janeiro, e disse fazer música como forma de “vingança” ao irmão mais novo morto em um confronto entre policiais e traficantes.

“Eu me vingo quando decido fazer música que transmite boas mensagens para as pessoas. Fiz filmes [Cidade de Deus] e contei histórias sobre o que acontece nas favelas, mas como artista nunca me apresentei em nenhuma porque tenho trabalhado duro para escapar dessa realidade”, ele diz.

Leia também:

Santoro e Seu Jorge estão no elenco de filme sobre Pelé

O cantor afirmou que mantém distância para não se associar de nenhuma forma com traficantes. “Eu não quero voltar lá para nenhum dos ‘grandes caras’ dizer que me conhece ou que é meu amigo.”

Seu Jorge, que ficou conhecido internacionalmente após participar do longa A Vida Marinha com Steve Zissou (2004) e interpretar músicas de David Bowie em português, alcançou o lado oposto do globo terrestre: “Eu nunca imaginei estar na Austrália. Isso é muito mais do que eu esperava”.

Continua após a publicidade
Publicidade