Clique e assine com até 92% de desconto

Seita do sexo: Allison Mack pode fazer delação premiada contra Raniere

Atriz pode testemunhar contra o mentor Keith Raniere, criador do grupo NXIVM, que prometia às seguidoras alcançar o sucesso e a felicidade plena

Por agência EFE Atualizado em 26 abr 2018, 15h10 - Publicado em 26 abr 2018, 13h51

Allison Mack, a atriz da série Smallville presa por seu envolvimento com a seita NXIVM, que recrutava e escravizava sexualmente mulheres, está negociando um acordo de delação premiada com a procuradoria federal americana, pelo qual pode testemunhar contra Keith Raniere, criador do grupo, que prometia às seguidoras alcançar o sucesso e a felicidade plena. Palestrante motivacional, Raniere, de 57 anos, foi detido no último dia 27 de março em uma luxuosa vila do México e extraditado a Nova York, onde permanece em uma prisão federal sem direito a fiança.

Já Allison foi solta na última segunda-feira, depois de pagar uma fiança de 5 milhões de dólares e vestir uma tornozeleira eletrônica, para permanecer em prisão domiciliar na residência dos seus pais, na Califórnia. As informações são da imprensa local.

  • Como parte das condições para sua liberdade, o juiz Viktor Pohorelsky também ordenou à atriz que não tenha contato com nenhum dos membros do grupo, entre eles a herdeira da destiladora Seagram, que ficou conhecida pela sua participação em competições equestres, Clara Bronfman, segundo o jornal New York Post.

    Allison Mack e Keith Raniere respondem pelos mesmos crimes: tráfico sexual e conspiração para obrigar pessoas a realizar trabalhos forçados. A atriz de 35 anos “recrutou mulheres” para que se unissem a um suposto grupo de tutoria feminina, entre elas duas denunciantes não identificadas, que fizeram sexo com Raniere.

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade