Clique e assine com até 92% de desconto

‘Salve Jorge’ chega ao fim como começou: sem emocionar

Último capítulo da novela de Gloria Perez mostrou fins previsíveis dos personagens principais e participação especial do cabelo bipolar de Morena

Por Mariana Zylberkan 17 Maio 2013, 23h26

O último capítulo de Salve Jorge resumiu o clima de toda a novela: tramas previsíveis e incapazes de atingir o coração do público. Poucas supresas foram reservadas para o fim da novela de Gloria Perez, que, pelo menos, se manteve coerente ao seu querido melodrama tradicional, para não dizer ultrapassado, e garantiu ao casal de protagonistas um desfecho de conto de fadas, felizes para sempre. O enredo fantasioso foi ao seu grau máximo e teve até Theo (Rodrigo Lombardi), o mocinho mais insosso de todos os tempos, montado a cavalo para salvar uma donzela em perigo. No caso, a bebê Jéssica Vitória, sua filha com Morena (Nanda Costa(, que foi sequestrada pela quadrilha de tráfico de pessoas e otras cositas más.

LEIA TAMBÉM:

LEIA TAMBÉM: ‘Salve Jorge’, a novela inesquecível

As melhores frases do final de ‘Salve Jorge’

O estilo Gloria Perez de “voar” – palavra usada pela autora para justificar os muitos erros de continuidade da novela como simples exercício da criatividade – foi levado ao ar a todo vapor. Em uma das cenas mais rocambolescas do último capítulo, Théo e Morena recitaram juntos a oração a São Jorge, em takes diferentes. A cena cafona precedeu a sequência heroica em que o tenente da cavalaria do Exército sai pelas pradarias da Capadócia em busca de sua filha.

As (poucas) surpresas do capítulo derradeiro ficaram a cargo de Thammy Miranda, como a dançarina Lohanna, e Totia Meirelles, a vilã Wanda, que virou evangélica na cadeia após ser presa junto com Lívia (Claudia Raia). A filha de Gretchen divertiu na sequência em que finge seduzir o capanga Russo (Adriano Garib) e o algema na cama, ao estilo Cinquenta Tons de Cinza. Após revelar sua identidade de agente secreta da polícia federal, Lohanna liderou a fila de garotas traficadas que se vingaram de Russo em uma sessão de espancamento coletivo. A surpresa estranha foi a formação do casal Lucimar (Dira Paes) e Thompson (Odilon Wagner). O mordomo é o proprietário da casa onde Lucimar mora com a filha e o neto no Alemão e também o responsável pela ameaça de despejo da família no início da trama. Morena, inclusive, caiu na roubada de ser escravizada na Turquia para conseguir dinheiro e quitar a dívida do imóvel, assunto que nunca mais foi abordado na trama.

Quanto Drama!: ‘Salve Jorge’: Quem Jorge salvou, e quem o dragão queimou

Continua após a publicidade

Antes de ser presa, Claudia Raia finalmente conseguiu se livrar da pose robótica de Lívia e protagonizou uma cena de strip-tease ao estilo Dita Von Teese, em que se jogou em uma taça enorme de champanhe.

A cota de casamento em último capítulo de novela foi preenchida pelas bodas de Helô (Giovanna Antonelli) e Stenio (Alexandre Nero). A representação das grávidas foi feita por Ayla (Tânia Khalill), que colocou a vila da Capadócia em festa com a notícia de que Zyah (Domingos Montagner) vai ser pai pela segunda vez. A desmiolada Drica (Mariana Rios) também teve a gravidez anunciada no fim da trama, mas nem apareceu para celebrar.

MAIS: ‘Salve Jorge’, o cabide de empregos de Gloria Perez

Look pijama de Helô é cilada fashion da novela

Presença garantida foi o famoso cabelo bipolar de Morena que de ondulados, de repente, aparecem ferozmente cacheados de uma cena para outra, mais precisamente na sequência em que ela lembrou como Théo salvou Jéssica Vitória e quando saiu correndo pelos campos da Capadócia. A música Esse Cara Sou Eu também não podia faltar e embalou o final feliz de Morena e Théo e a subida final dos créditos. Ao contrário do que diria Roberto Carlos, foram tão poucas emoções.

FAÇA VOCÊ MESMO: Monte a “sua” novela de Glória Perez

Continua após a publicidade
Publicidade