Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Sacha Baron Cohen vai ao Oscar como ditador levando as ‘cinzas’ de Kim Jong Il

Por Kevork Djansezian 27 fev 2012, 02h11

O humorista britânico Sacha Baron Cohen chegou neste domingo ao tapete vermelho do Oscar vestido de ditador, personagem de seu novo filme, e com uma urna com as cinzas de Kim Jong-il, que “acidentalmente” ele deixou cair sobre o entrevistador Ryan Seacrest.

Apesar de a Academia ter pedido que o ator de “Borat” e “Bruno” não usasse o tapete vermelho para promover seu novo filme, Cohen foi usando uma longa barba negra e o uniforme militar de seu personagem, o líder militar da fictícia República de Wadiya.

Indagado quem era seu estilista, respondeu: “Galliano. Mas as meias são da Kmart (um supermercado barato). Como me disse uma vez Saddam Hussein, meias são meias, não gaste dinheiro com isso”.

Escoltado por duas modelos usando uniforme militar, Cohen exibia uma urna com as supostas cinzas do ditador norte-coreano Kim Jong Il.

“O Oscar me dá a oportunidade de trazer meu querido amigo e dupla no tênis, Kim Jong Il. Ele sonhava em vir ao Osar e passar a mão no tapete vermelho e no peito da Halle Berry”.

Depois, simulando um desequilíbrio, deixou cair um pó parecido com cinzas sobre o smoking do apresentador de American Idol, que não gostou muito da brincadeira.

“Se alguém perguntar o que você está vestindo, pode dizer Kim Jong Il”, afirmou Cohen.

Continua após a publicidade

Publicidade