Clique e assine a partir de 8,90/mês

Roo Panes, a nova estrela da Burberry

O músico inglês novato foi escolhido pela grife inglesa, que já revelou talentos do cinema, da moda e da música, para representá-la neste ano

Por Carol Nogueira - 31 mar 2013, 14h08

Cabelos desgrenhados, barba por fazer e camisa milimetricamente aberta o suficiente para ser cool, mas sem mostrar demais. Assim é o visual de Roo Panes, 24 anos, músico inglês de folk contratado para ser o novo rosto da marca de luxo Burberry no mundo. O posto é cobiçado. A grife, famosa por seus impecáveis trench coats (casacos compridos de chuva), é conhecida também por apadrinhar artistas em início de carreira que acabam estourando depois. Só para citar alguns exemplos recentes de gente que estrelou campanhas da marca: a atriz Emma Watson (de Harry Potter), a modelo Rosie Huntington-Whiteley (uma das “angels” da Victoria’s Secret) e o ator Eddie Redmayne (de Sete Dias Com Marylin e Os Miseráveis).

O músico diz ter conquistado os diretores da Burberry enviando um e-mail com algumas fotos suas e elogiando um vídeo feito pela marca com outro artista, Johnny Flynn, de quem ele é fã. “Mas nunca pensei que eles fossem querer algo comigo. Eu sou baixinho, tenho 1,77m, e quando eles me chamaram para uma reunião, eu tinha acabado de voltar de uma turnê em Edimburgo, na Escócia. Estava até com os cabelos despenteados. Mas eles gostaram. Acharam ‘cool'”, conta Panes. E “cool”, certamente, ele é.

https://youtube.com/watch?v=dGP-TnIoejk

Roo é o apelido “fofo” que Panes, cujo nome verdadeiro é Andrew, ganhou quando ele ainda era criança. “Eu joguei um graveto dentro de um rio e caí junto com ele, exatamente igual ao personagem Guru faz em Ursinho Puff“, diz o músico, que cresceu na cidade de Dorset, no interior da Inglaterra, se referindo ao canguru do desenho animado, cujo nome na versão original, em inglês, é Roo. O apelido pegou, e o rapaz decidiu usá-lo quando se mudou para Londres (a 200km de sua cidade natal), cerca de dois anos atrás, para tentar a sorte na música.

“Sempre gostei de música, mas não sabia muito que caminho queria seguir. Aos 13 anos, comecei a tocar violão e compor minhas próprias músicas, mas meu estilo mudou muito desde então”, diz Panes, que cresceu ouvindo os discos de Bob Dylan de seu pai, os concertos da avó, que era pianista, e aprendeu a cantar na igreja. A paisagem bucólica litorânea de Dorset também foi parte do processo, segundo ele. “É uma paisagem muito propícia para pensar na vida”. O resultado são músicas delicadas, dedilhadas no violão, levemente orquestradas, e com letras românticas, que lembram o artista Bon Iver, vencedor do Grammy de artista revelação no ano passado. “Eu tirarei o peso do mundo dos seus ombros, garota”, canta ele em Weight of Your World, faixa que dá título ao seu último EP, lançado em dezembro – o disco, ainda sem título, deve vir em algum momento desse ano.

E, quando vier, tudo indica que Panes será um nome em ascensão na música. O lado bom de estar vinculado a uma marca grande é um “upgrade” instantâneo na carreira – o dele foi passar a ser agenciado por Raye Cosbert, ex-empresário de Amy Winehouse que levou a cantora à fama mundial. Quem sabe isso não aconteça com ele?

Olheiros – A julgar pelo empurrão que vários artistas ganharam após virarem garotos-propaganda da Burberry, a marca certamente tem um bom olho para achar novos talentos. Periodicamente, a grife escolhe um casal para ser o rosto da campanha. Panes faz par com a modelo e também novata Gabriella Wilde. Antes deles, foram Eddie Redmayne e Cara Delevingne – ele anda em alta no cinema, após estrelar os longas Sete Dias Com Marylin, ao lado de Michelle Williams, e Os Miseráveis, no qual fez par romântico com Amanda Seyfried. Já Cara, 20 anos, é hoje uma das modelos mais bem cotadas da indústria fashion, em 17º lugar no site models.com.

A marca também ajudou a mudar o rumo da carreira da atriz Emma Watson, que ficou famosa como a bruxinha Hermione nos filmes da franquia Harry Potter. Após estrelar uma campanha da grife, em 2010, então aos 20 anos, Emma se desvencilhou da imagem de garota: cortou os cabelos bem curtinhos para evitar o estigma dos cabelos longos da série infanto-juvenil, e passou a se vestir de forma mais “mulherão”. E, recentemente, vários músicos também se beneficiaram da parceria com a grife, entre eles, estão dois dos principais novos artistas do ano no Reino Unido: Jake Bugg (cujo disco de estreia, que leva seu nome, ficou entre os melhores de 2012 em listas do jornal The Guardian e a revista NME) e Tom Odell (que lança seu primeiro álbum neste ano; leia mais abaixo). Se tudo correr como planejado, no ano que vem será Panes.

Conheça abaixo outras apostas musicais para ficar de olho em 2013.

Tom Odell

 

Continua após a publicidade

O cantor de folk também foi apadrinhado recentemente pela Burberry, e se apresentou no desfile que a marca fez no mês passado em Londres. seu primeiro disco de estúdio, Long Way Down, será lançado no dia 15 do mês que vem.

Haim

 

Continua após a publicidade

Grupo formado pelas irmãs californianas Este, Danielle e Alana Haim, faz um pop que mescla elementos da new wave e vem sendo comparado ao Fleetwood Mac. Foi eleita a principal banda a se ficar de olho em 2013 pela BBC. O disco de estreia deve sair este ano.

Laura Mvula

 

Continua após a publicidade

Cantora britânica de soul e jazz que toca piano de um jeito nada convencional e faz um som mais “maduro”, com elementos da música gospel — pode ser comparada a Erykah Badu e Lauryn Hill. Seu primeiro disco, Sing to the Moon, foi lançado no dia 4 de março — no Brasil ainda é inédito.

Palma Violets

 

Continua após a publicidade

Grupo inglês de indie rock que faz um som garageiro comparável ao dos Strokes, quando a banda novaiorquina surgiu, no início dos anos 2000, porém, mais punk. O disco de estreia, 180, saiu em fevereiro — mas ainda não tem previsão de chegar ao Brasil.

Savages

 

Continua após a publicidade

Banda de pós-punk formada só por meninas em Londres, é um dos grupos mais interessantes para se ficar de olho em 2013. Seu som mistura elementos de bandas como Joy Division ao som do grupo Siouxsie and the Banshees. O primeiro álbum, Silence Yourself, sai em maio no Reino Unido.

Continua após a publicidade
Publicidade