Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Rock in Rio captou 8,8 milhões de reais via Lei Rouanet

Por Da Redação 17 set 2013, 19h22

O Rock in Rio, festival que começou na última sexta-feira e vai até o próximo domingo, captou 8,8 milhões de reais de patrocínio via Lei Rouanet — que permite que as empresas deduzam o valor investido do Imposto de Renda pago à Receita Federal.

Rock in Rio 2013: há algo de podre na Cidade do Rock

Ladrões fazem a festa no primeiro dia de Rock in Rio

Campanha contra lixo no chão não funciona na Cidade do Rock

De acordo com dados disponíveis para consulta no site do Ministério da Cultura, a produção do evento havia solicitado autorização da captação de 20,3 milhões, no entanto, foram aprovados apenas 11,7 milhões. Entre os principais patrocinadores que entraram na cota da Lei Rouanet, estão os Correios (2,1 milhões), a Redecard (2 milhões) e a Sky (também 2 milhões).

De acordo com a assessoria do festival, o Rock in Rio teve custo de 125 milhões de reais neste ano. Somente com a venda de ingressos (85.000 por dia, a 260 reais cada, ou 130, no caso de meia-entrada), foram arrecadados 87,9 milhões de reais, segundo a organização informou ao MinC. No ano passado, Roberto Medina também havia informado, em coletiva de imprensa, que a arrecadação com patrocínios neste ano ultrapassaria os 100 milhões de reais.

Com tanto dinheiro assim, cheira a abuso a utilização de um mecanismo como a Lei Rouanet, que mais bem faz quando se destina a impulsionar projetos e artistas sem tanto poder político e econômico.

Continua após a publicidade
Publicidade