Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

‘Harry Potter’ bate novo bilhão com reabertura de cinemas na China

Movimentação de retomada do setor anima Hollywood, que espera um retorno dos grandes mercados para a indústria, caso da China

Por Tamara Nassif Atualizado em 18 ago 2020, 17h42 - Publicado em 18 ago 2020, 17h38

Faltava só um empurrãozinho para o primeiro filme da famosa saga mágica de J.K. Rowling, Harry Potter e a Pedra Filosofal, alcançar a marca de 1 bilhão de dólares em bilheteria internacional. O inesperado impulso veio do último fim de semana, entre os dias 14 e 17 de agosto, com seu relançamento em 3D em cinemas da China, que, depois de um processo de abre e fecha na reabertura pós-quarentena, seguem de portas abertas desde o final de julho.

Harry Potter e a Pedra Filosofal, originalmente lançado em 2001, é o segundo filme da saga a atingir o recorde bilionário, logo após o derradeiro Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2, de 2011, que, sozinho, arrecadou 1,34 bilhão de dólares globalmente. A franquia completa acumula 7,74 bilhões de dólares.

A marca sucede outra também significativa: de acordo com o site americano Deadline, o relançamento do filme em mais de 16.000 salas chinesas acumulou cerca de 13,6 milhões de dólares só no último fim de semana e é considerado a primeira grande bilheteria da “era pós-Covid”. Ao todo, os cinemas da China aumentaram a receita em 65%, em comparação ao fim de semana anterior, e bateram 26,7 milhões de dólares na soma dos três dias. O motivo para o crescimento está no aumento da capacidade das salas, que passaram de 30% para 50%, bem como na atração das recém-lançadas prévias de The Eight Hundred, o primeiro blockbuster local a estrear depois da pandemia.

O relançamento da saga do bruxinho faz parte de um plano orquestrado pelos estúdios de Hollywood, que, parados por quase seis meses, viram nos cinemas da China uma oportunidade de recuperar a histórica perda de bilheteria e reaquecer o mercado do entretenimento. O presidente de Distribuição Internacional da Warner Bros., Andrew Cripps, disse em comunicado que “estão entusiasmados em ver Harry Potter maravilhar uma nova geração de espectadores”. “A popularidade do filme entre a audiência chinesa prova que o apelo dessas histórias é verdadeiramente atemporal e universal”, disse.

ASSINE VEJA

A encruzilhada econômica de Bolsonaro Na edição da semana: os riscos da estratégia de gastar muito para impulsionar a economia. E mais: pesquisa exclusiva revela que o brasileiro é, sim, racista
Clique e Assine

As bilheterias internacionais têm um peso muito grande nas produções americanas, e a China é o maior mercado fora dos Estados Unidos, gerando mais de 9 bilhões de dólares em venda de ingressos em 2019. A expectativa agora reside na estreia de Tenet, o esperado novo filme de Christopher Nolan, que chegará aos cinemas chineses em 4 de setembro. Aqui no Brasil, o longa está previsto para estrear no dia 10 do mesmo mês, isso se os cinemas reabrirem de fato.

Continua após a publicidade

Publicidade