Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

RDT apresenta sua ‘bossa contemporânea’ em São Paulo

Por Da Redação 28 jul 2011, 13h34

Por Roger Marzochi

São Paulo – E aí João Gilberto? Na relax? Rapaz, você precisa sair um pouco mais de casa. Pegue um avião na ponte aérea para São Paulo, porque a partir das 21h uma banda que faz um som definido como “jazz contemporâneo” deve ter escutado muito você. Eles dosam muito bem o silêncio, ritmo e poesia. A definição “contemporâneo” pouco importa. O nome do grupo, o RDT, Rapazes do Trio, também. O que falta de criatividade em algumas áreas sobra em música.

O grupo, formado por Walter Nery (guitarra), Guto Brambilla (baixo) e Fernando Baggio (bateria), tocará no Jazz nos Fundos as músicas do disco “Antídoto”, lançado no ano passado. Assim como a “Suíte do Náufrago”, do grupo À Deriva, “Antídoto” conta uma história em nove músicas, que podem ser ouvidas separadas. Mas juntas fazem todo o sentido.

O show será realizado no Jazz nos Fundos, que há três meses instituiu um novo sistema de funcionamento para garantir convivência pacífica entre ouvintes e baladeiros. Das 21h45 às 22h30, há regras mais rígidas para não prejudicar a concentração de ninguém, como já ocorre, por exemplo, na Casa de Francisca. Após esse horário, o Jazz nos Fundos vira um “jazz bar”, com “ambiente informal, conversas, fofocas e cochichos permitidos.”

“Pedimos para o cliente não conversar durante o show durante 45 minutos. Tem sido bem legal. Na segunda parte, vira jazz bar, mas a gente pede sempre para conversar com respeito aos músicos e aos ouvintes, mas já pode fofocar”, explica Caroline Sampaio, produtora da casa. “E tem dado certo. Conseguimos pacificar a convivência com os dois públicos e com os músicos. Eles sabem que, na primeira parte, serão bem ouvidos pelo público e, na segunda parte, farão um repertório mais agitado para a galera curtir a noite.”

Há quem ainda não goste desse debate sobre o silêncio. É óbvio que o silêncio se conquista, mas com a ajuda da casa é muito melhor. E o João Gilberto entende disso também. O seu silêncio o RDT já conquistou. O conceito do disco é o mesmo da meditação. Começa nas nuvens com “Clouds”, que tira o sujeito do chão para levá-lo a uma “Viagem de Férias”, na segunda faixa. E, até chegar em “Antídoto”, a oitava música, o grupo indicará uma direção na última faixa: “Logo Ali”. A sensação vem do trio, mas a história é a de quem ouve.

“A gente entendeu que na nossa música a pausa, os espaços e o silêncio eram importantes. A guitarra faz a melodia, mas o baixo e a bateria não precisam preencher vazios. O vazio faz parte do trio e é um conceito bem bossa nova, pensando nesse sentido, que é o de deixar a música ser sentida, deixar fluir o espaço e o silêncio”, explica Fernando Baggio, baterista. “Mas não tem aspecto didático. Não temos a intenção de criar uma estética, mas a intenção de que escutem a música como uma linha, uma história, uma sensação.”

Programação – Ricardo Herz Trio se apresentará amanhã na casa. O violinista e compositor apresentará músicas do seu novo disco “Aqui é o meu lá”. No sábado, será a vez de Tito Martino Jazz Band. Caroline Sampaio explica que, aos sábados, a casa é totalmente jazz bar, para a moçada curtir som, dança e bate-papo. O que não faz das atrações do dia menos interessantes, por favor! Respeito é bom, de ambos os lados, músicos, público e empresários da noite. E a banda do Tito Martino se inspira no estilo jazzístico de New Orleans e na fusão da várias culturas musicais que movem também os pés.

Caroline acrescenta que a opção pelas novas regras do silêncio também são decorrentes da nova aquisição da casa: um piano. “Mesmo se colocar microfone, piano é um instrumento acústico, não é como um amplificador de baixo. O piano tem um limite. Ou a gente exigia silêncio ou não poderia ter um piano na casa.”

Continua após a publicidade

RDT

Jazz nos Fundos

R.João Moura, 1076, Pinheiros

Tel.: 3083 5975

Site: http://jazznosfundos.net

Horário da casa das 20h à 2h.

Até 21h30 (15 minutos antes do início do show): R$ 15.

Após 22h30 (Jazz Bar): R$ 25 reais com 10 consumíveis. Só dinheiro.

Reservas por meio do e-mail: contato@jazznosfundos.net

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês