Clique e assine a partir de 9,90/mês

Rainha Elizabeth cita ‘tempos de guerra’ e agradece profissionais de saúde

A monarca fez seu quinto pronunciamento televisivo em 68 anos de reinado e pediu aos britânicos que permaneçam em suas casas

Por Eduardo F. Filho - Atualizado em 30 jul 2020, 19h25 - Publicado em 5 abr 2020, 16h50

A Rainha Elizabeth II fez um pronunciamento raro na televisão britânica neste domingo, 5, ao falar sobre a luta dos ingleses contra o coronavírus. A monarca, de 93 anos, que está isolada na fortaleza de Windsor, nos arredores de Londres, agradeceu diretamente às famílias por obedecer às orientações de ficar em casa e aos profissionais da saúde que estão “salvando vidas”.

Elizabeth disse que os britânicos estão vivendo “tempos de guerra” e pediu que todos no Reino Unido e em torno da Commonwealth permaneçam “unidos e resolutos” e que em breve “dias melhores retornem”. 

ASSINE VEJA

Até quando? As previsões dos cientistas para o fim do isolamento A imensa ansiedade para a volta à normalidade possível, os dramas das vítimas brasileiras e a postura equivocada de Bolsonaro diante da crise do coronavírus
Clique e Assine

“Um momento de perturbação na vida de nosso país: uma perturbação que trouxe sofrimento para alguns, dificuldades financeiras para muitos e enormes mudanças no dia a dia de todos nós. Quero agradecer a todos na linha de frente, bem como aos profissionais de saúde e àqueles que desempenham papéis essenciais, que desinteressadamente continuam suas tarefas diárias fora de casa, em apoio a todos nós. Estou certo de que o país se juntará a mim para garantir que o que vocês fazem seja apreciado e a cada hora de seu trabalho duro nos aproxime de um retorno a tempos mais normais”, disse a monarca usando uma roupa verde, cor da esperança. 

Em 68 anos de reinado, este foi apenas o quinto pronunciamento televisionado realizado pela rainha Elizabeth II – com exceção das aparições natalinas anuais que a majestade faz.  A última vez foi em 2002, após a morte da rainha-mãe, quando vestida de preto, agradeceu ao país o “amor e honra” mostrados.

Continua após a publicidade

“Embora já tenhamos enfrentado desafios antes, este é diferente. Desta vez, nos unimos a todas as nações do mundo em um esforço comum, usando os grandes avanços da ciência e nossa compaixão instintiva para curar. Nós teremos sucesso – e esse sucesso pertencerá a todos nós”, encerrou a monarca. 

Ela terminou com uma mensagem positiva, de que no futuro será melhor: “Estaremos com nossos amigos novamente; estaremos com nossas famílias novamente; nós nos encontraremos novamente”. A última frase, “We will meet again”, foi citada pela imprensa britânica como uma referência a uma canção de Vera Lynn, lembrada nos tempos de guerra.

O Príncipe Charles, próximo na linha do trono inglês,  71 anos, contraiu a doença em meados de março e sofreu sintomas leves. Recentemente, ele veio a público e anunciou que estava curado

Publicidade