Clique e assine a partir de 8,90/mês

Quinze ficções e nove docs disputam Bandeira Paulista

Competição Novos Diretores tem finalistas indicados pelo público da Mostra

Por Mariane Morisawa - 29 out 2012, 15h07

Estão definidos os finalistas ao troféu Bandeira Paulista, a competição de novos diretores da 36ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Pelo voto do público, foram escolhidos quinze filmes de ficção e nove documentários. Os longas de ficção serão avaliados pelo júri formado pelo ator Burghart Klaussner, pelos diretores Cao Hamburger e Danis Tanovic, pelo produtor e diretor Jan Harlan e pela diretora do Tokyo FILMeX Kanako Hayashi. Os docs serão julgados pelo crítico e diretor do Festival É Tudo Verdade Amir Labaki, pelas produtoras Denise Gomes e Suzana Amado, pelo diretor Sergio Machado e pelo diretor de projetos nativo-americanos do Sundance Festival, N. Bird Runningwater. Os vencedores serão anunciados na quinta, dia 1º.

Alguns longas ainda podem ser vistos pelo público, como o iraniano 111 Garotas, de Nahid Ghobadi (irmã do diretor Bahman Ghobadi, de Tartarugas Podem Voar) e Bijan Zamanpira, sobre meninas curdas que mandam uma carta para o presidente do Irã ameaçando cometer suicídio em massa pela falta de homens solteiros. Também vem do Oriente Médio Preenchendo o Vazio, da israelense Rama Burshtein, sobre a jovem Shira (Hadas Yaron, melhor atriz em Veneza), de família hassídica ortodoxa, que precisa decidir se aceita se casar com o marido de sua irmã, morta depois de complicações na gravidez.

O brasileiro Cores, de Francisco Garcia, retrata a vida de três jovens em São Paulo. Outro longa nacional que está entre os mais votados e ainda pode ser conferido é Sinfonia de um Homem Só, de Cristiano Burlan, inspirado na composição de Pierre Henry e Pierre Schaeffer, sobre um homem que sai do interior do Brasil para tentar a vida em São Paulo.

Já o uruguaio A Culpa do Cordeiro, de Gabriel Drak, fala de uma reunião de família em que alguns segredos são revelados. Em Minha Vida em Nairóbi, coprodução Quênia-Alemanha dirigida por Tosh Gitonga, um aspirante a ator muda-se para a capital, mas acaba se envolvendo com uma gangue depois de ser roubado. O alemão O Peso da Culpa, de Lars-Gunnar Lotz, mostra um rapaz que reconhece uma de suas vítimas: a governanta do reformatório para onde foi enviado. Do mesmo país vem Transpapa, de Sarah Judith Mettke, sobre uma adolescente que descobre a mudança de sexo do pai, com quem decide se encontrar. Outro que ainda tem sessões na Mostra é Shameless, do polonês Filip Marczewski, sobre relações complexas entre um rapaz e sua irmã mais velha.

Entre os documentários, vários podem ser vistos. A coprodução EUA-Alemanha As Histórias do Sr. Spalek, de Gregor Eppinger, mostra a luta de John Spalek para resgatar documentos de exilados e guardá-los para a posteridade. Francisco Brennand, de Mariana Brennand Fortes, foca na trajetória do artista plástico recifense Francisco Brennand, por meio de seus diários. Outro concorrente brasileiro é Muito Além do Peso, de Estela Renner, sobre obesidade infantil. Por sua vez, o argentino Los Días, de Ezequiel Yanco, acompanha a vida das gêmeas Martina e Micaela, que moram num subúrbio de Buenos Aires e precisam sobreviver sozinhas depois que sua mãe começa a trabalhar.

Enquanto isso, o português Meu Caro Amigo Chico, de Joana Barra Vaz, é um documentário musical em forma de carta, uma resposta à canção Tanto Mar, de Chico Buarque. Ouro Colombiano: 400 Anos de Música e Alma, de Sanjay Agarwal e Ivan Higa, faz uma jornada musical pela costa caribenha do país. Por fim, o último que ainda pode ser assistido é Speed – Em Busca do Tempo Perdido, em que o diretor Florian Opitz analisa por que a tecnologia dá a sensação de nos escravizar.

Programação de ficção*

*sujeita a alterações

111 Garotas, de Nahid Ghobadi e Bijan Zamanpira

Quinta (1º), às 21h, na Cinemateca – Sala BNDES

Cores, de Francisco Garcia

Quarta (31), às 18h15, na Livraria Cultura 1

A Culpa do Cordeiro, de Gabriel Drak

Segunda (29), às 19h, na FAAP

Quinta (1º), às 15h50, no Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca 4

Minha Vida em Nairóbi, de Tosh Gitonga

Terça (30), às 15h20, no Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca 4

O Peso da Culpa, de Lars-Gunnar Lotz

Terça (30), às 18h, na Cinemateca – Sala Petrobras

Preenchendo o Vazio, de Rama Burshtein

Quinta (1º), às 16h45, no Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca 1

Shameless, de Filip Marczewski

Segunda (29), às 18h10, na Cinemateca – Sala Petrobras

Sinfonia de um Homem Só, de Cristiano Burlan

Terça (30), às 13h, no Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca 1

Quarta (31), às 13h, no Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca 2

Transpapa, de Sarah Judith Mettke

Quinta (1º), às 19h, no Cinemark Eldorado 7

Programação de documentários*

*sujeita a alterações

As Histórias do Sr. Spalek, de Gregor Eppinger

Quinta, 1º, às 17h50, na Cinemateca – Sala Petrobras

Francisco Brennand, de Mariana Brennand Fortes

Terça (30), às 16h, na Livraria Cultura 2

Los Días, de Ezequiel Yanco

Terça (30), às 18h40, na Matilha Cultural

Quarta (31), às 22h20, na Livraria Cultura 2

Continua após a publicidade

Meu Caro Amigo Chico, de Joana Barra Vaz

Terça (30), às 16h30, na Matilha Cultural

Quarta (31), às 18h20, no Espaço Itaú de Cinema – Augusta 3

Muito Além do Peso, de Estela Renner

Segunda (29), às 17h40, no Livraria Cultura 1

Ouro Colombiano: 400 Anos de Música e Alma, de Sanjay Agarwal e Ivan Higa

Terça (30), às 14h, no Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca 4

Quinta (1º), às 14h, no Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca 5

Speed – Em Busca do Tempo Perdido, de Florian Opitz

Terça (30), às 19h, no Cinusp

Quarta (31), às 16h20, no Espaço Itaú de Cinema – Augusta 3

Lista completa dos mais votados

Ficção

111 Garotas (Iraque/Irã), de Nahid Ghobadi e Bijan Zamanpira

A Culpa do Cordeiro (Uruguai), de Gabriel Drak

Cores (Brasil), de Francisco Garcia

Herança (França/Israel/Turquia/Palestina), de Hiam Abbass

Minha Vida em Nairóbi (Quênia/Alemanha), de Tosh Gitonga

O Peso da Culpa (Alemanha), de Lars-Gunnar Lotz

Oh Boy (Alemanha), de Jan Ole Gerster

Padak (Coreia do Sul), de Lee Dae Hee

Preenchendo o Vazio (Israel), de Rama Burshtein

Quando Vi Você (Palestina/Jordânia), de Annemarie Jacir

Rua da Redenção (Sérvia), de Miroslav Terzic

Sequestro (Dinamarca), de Tobias Lindholm

Shameless (Polônia), de Filip Marczewski

Sinfonia de um Homem Só (Brasil), de Cristiano Burlan

Transpapa (Alemanha), de Sarah Judith Mettke

Documentário

As Histórias do Sr. Spalek (Alemanha/EUA), de Gregor Eppinger

Francisco Brennand (Brasil), de Mariana Brennand Fortes

Los Días (Argentina), de Ezequiel Yanco

Meu Caro Amigo Chico (Portugal), de Joana Barra Vaz

Muito Além do Peso (Brasil), de Estela Renner

Ouro Colombiano: 400 Anos de Música e Alma (Colômbia/Venezuela), de Sanjay Agarwal e Ivan Higa

Pra Lá do Mundo (Brasil), de Robert Studart

Speed – Em Busca do Tempo Perdido (Alemanha), de Florian Opitz

We Came Home (EUA/Afeganistão), de Ariana Delawari

Continua após a publicidade
Publicidade