Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Público fiel, patrimônio conquistado pelo Rock in Rio

Em pesquisa de avaliação do primeiro final de semana, 88% dos entrevistados disseram querer voltar ao festival em 2015. Nota média dada ao evento foi 8,89

Por Da Redação 17 set 2013, 17h31

O índice de sucesso mais fiel a uma atração é, sem dúvida, seu desempenho na bilheteria. Este, aliás, é um mérito indiscutível do Rock in Rio, que anunciou “ingressos esgotados” para a 5ª edição brasileira em apenas quatro horas de vendas na internet. O festival, que consegue a façanha de vender bilhetes antes mesmo de anunciar as atrações, tem uma lista de reservas para 2015 – ano em que comemora 30 anos. Como fez no evento de 2011, a organização realizou uma pesquisa com o público, que tem, entre outras funções, a de diagnosticar insatisfações e o grau de aprovação de detalhes da festa. O resultado indica que os fãs da música se tornaram extremamente fiéis ao projeto idealizado por Roberto Medina nos anos 80, e que atualmente é uma das grandes marcas de entretenimento no mundo.

Em levantamento feito pelo Ibope Inteligência e divulgado nesta terça-feira, 88% dos entrevistados manifestaram vontade de retornar ao festival em 2015. E dentre os que estiveram na edição de 2011 e voltaram na deste ano, 77% afirmaram que o evento está melhor. A nota média dada por quem esteve na Cidade do Rock neste primeiro final de semana foi 8,89. O número é basicamente o mesmo da edição de 2011 – apenas um décimo maior – e pode aumentar na avaliação do segundo final de semana, quando são feitos ajustes do que não funcionou tão bem no anterior. Problemas como o vazamento nos fundos de uma das lanchonetes, mau cheiro na área abaixo do espaço VIP e pane em um dos brinquedos devem ser corrigidos, de acordo com a organização.

Leia também:

Rock in Rio 2013: há algo de podre na Cidade do Rock

Ladrões fazem a festa no primeiro dia de Rock in Rio

Campanha contra lixo no chão não funciona na Cidade do Rock

Nenhuma falha tem a ver com os shows, apesar de algumas reclamações do som baixo no Palco Sunset. Isso porque o Rock in Rio se vende como um festival muito além da música. “O público não vem apenas pelas atrações, e sim pela festa”, confia Roberto Medina. Por isso, ele se sente seguro ao escolher bandas e cantores que não constam entre os mais cotados nas redes sociais. Este ano, o público praticamente implorou para ver Beyoncé no Palco Mundo – a mais cotada na pesquisa feita pela organização no fim de 2011. Mas foi Medina quem optou por Bruce Springsteen, atração principal no próximo sábado. É a mesma aposta feita em 2011, quando ninguém pedia Stevie Wonder, Medina bateu o pé e este acabou sendo o show mais comentado daquele ano.

Conheça as atrações do Rock in Rio 2013

Continua após a publicidade
Publicidade