Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Público do Rock in Rio precisa correr para garantir lugar nos ônibus

Linhas especiais estão praticamente esgotadas. Na volta, só será permitido embarcar com cartão Riocard, que será vendido por ambulantes na Cidade do Rock

Por Rafael Lemos, do Rio de Janeiro 20 set 2011, 13h00

Quem ainda não garantiu transporte para o Rock in Rio precisa correr – ou terá que andar um bocado. Os bilhetes do serviço especial de fretamento Primeira Classe, que deixarão os passageiros a apenas 250 metros da Cidade do Rock, estão praticamente esgotados. Segundo a Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor), já foram vendidos 65.000 cartões Riocard Rock in Rio, ao custo de 35 reais cada, que dão direito a uma viagem de ida e volta.

Ainda é possível comprar pela internet (www.cartaoriocard.com.br/rockinrio) os últimos cartões para os dias 29 e 30 de setembro e 1º e 2 de outubro. Não haverá venda nas lojas do Riocard, que servirão apenas como ponto de retirada dos bilhetes. Com a greve dos Correios, foi suspenso o serviço de entrega em domicílio. Apesar da procura, está descartada a disponibilização de novos ônibus. O serviço Primeira Classe oferece ônibus frescões, com horários programados, saindo de 14 pontos da cidade, como aeroportos, terminais rodoviários e vias movimentadas.

Com as restrições a carros particulares, vans e táxis, a alternativa que resta é usar os ônibus comuns. O esquema para o transporte do público foi dividido em duas partes: ida e volta. Na chegada, mais de 30 linhas regulares levarão os passageiros de todos os cantos da cidade até o Terminal Alvorada. Lá, das 10h às 5h do dia seguinte, eles devem embarcar na linha especial Alvorada-Rock in Rio, com tarifa normal de 2,50 reais, que os deixarão a 1,5 quilômetro da Cidade do Rock. Também é possível usar umas das outras 14 linhas regulares que circulam pelas proximidades do evento até a meia-noite.

Na saída da Cidade do Rock, a partir das 22h, o público encontrará duas linhas especiais: Rock in Rio-Alvorada e Rock in Rio-Via Parque. A primeira destina-se aos que desejam seguir para a Zona Sul, Centro, Recreio dos Bandeirantes, Campo Grande e Santa Cruz. No Alvorada, eles poderão usar cinco linhas de ônibus regulares, com saídas até as 5h. A segunda leva até o Shopping Via Parque, na Barra.

Cartão obrigatório na volta – Na ida, será possível pagar com dinheiro. Mas na volta será obrigatório o uso do cartão. O motivo é que as catracas eletrônicas vão estar instaladas fora dos ônibus para facilitar o fluxo de passageiros. Haverá ambulantes vendendo cartões Riocard na Cidade do Rock, com valores de 5 reais e 10 reais. Os cartões tradicionais Riocard, no entanto, podem ser adquiridos nas lojas Riocard ou pela internet e carregados com esses ou outros valores. A Fetranspor recomenda que os interessados adquiram os cartões com máxima antecedência.

A estimativa é de que 150 ônibus da linha circular saiam do Terminal Alvorada, numa frequência inferior a 15 minutos. Os ônibus vão partir assim que lotarem.

Continua após a publicidade

LEIA TAMBÉM:

Rock in Rio: vá de ônibus, se conseguir

Confira os pontos de partida e os itinerários dos ônibus especiais

Confira o mapa da Cidade do Rock:

A Cidade do Rock
A Cidade do Rock VEJA
Continua após a publicidade
Publicidade