Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Procon autua Lollapalooza 2018 por impedir entrada de copos de água

Empresa responsável pelo evento está sendo processada em cerca de 1 milhão de reais

Por Da redação Atualizado em 13 abr 2018, 19h18 - Publicado em 5 abr 2018, 16h28

O Procon autuou a T4F Entretenimento, empresa responsável pelo festival Lollapalooza, por proibir a entrada de copos de água lacrados no evento, que aconteceu em 23, 24 e 25 de março deste ano. O órgão de justiça de São Paulo considerou a prática “abusiva”, levando em conta que o produto era vendido nas mesmas condições dentro do festival. O processo é avaliado em cerca de 1 milhão de reais.

  • A produtora também é acusada de tirar “vantagens manifestamente excessivas” do público do evento, ao cobrar uma taxa de 5% para resgatar o saldo remanescente da pulseira usada para consumo dentro do evento, ao fim deste.

    Outra ponto levantado pelo Procon foi a ausência de informações nos postos de recarga das pulseiras sobre o reembolso de saldo excedente, obrigando o consumidor a consultar outros meios.

    A VEJA, a T4F Entretenimento disse que não irá comentar o assunto.

    O Lollapalooza 2018 aconteceu no Autódromo de Interlagos, e recebeu artistas como Red Hot Chili Peppers, Pearl Jam, Imagine Dragons, Lana Del Rey e Liam Gallagher.

    Continua após a publicidade
    Publicidade