Clique e assine a partir de 8,90/mês

Prem Baba se manifesta pela 1ª vez após denúncias: ‘Não sou João de Deus’

Em entrevista exclusiva a VEJA, líder espiritual diz ter evoluído com erros: "Sempre defendi a mulher"

Por João Batista Jr. - Atualizado em 31 Maio 2019, 08h58 - Publicado em 31 Maio 2019, 08h43

“Não tenho nada a ver com o João de Deus”, diz com veemência o psicólogo paulistano Jan­derson Fernandes de Oliveira, de 53 anos, conhecido como Sri Prem Baba, ao abordar a repercussão sobre seus relacionamentos sexuais com duas mulheres casadas que eram suas discípulas. Em entrevista exclusiva para VEJA, ele relata o grande abalo que passou quando o caso veio à tona e admite que o “Prem Baba pop acabou” com a fuga de seguidores, mas se diz pronto para começar um novo ciclo “com mais simplicidade”.

“Tive uma falha humana. Eu me arrependo, já chorei muito pelo reconhecimento da minha responsabilidade. Houve um erro moral. Mas o que vou fazer, me matar?”, expõe o guru, que lotava auditórios em todo o mundo e atendia seguidores que iam do meio artístico (Reynaldo Gianecchini, Bruna Lombardi e Marcio Garcia) ao político (Marconi Perillo e João Doria). Ele afirma que as relações sexuais foram realizadas com consentimento e conta ter feito exercícios de empatia para se colocar no lugar das mulheres que o denunciaram e seus ex-maridos. Diz ter evoluído com os erros e lamenta que pessoas o descrevam com um predador sexual: “eu sempre fui um defensor da mulher (Leia entrevista completa em VEJA desta semana).

Publicidade