Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Preço de caveira de Damien Hirst: 46.700 reais. Vai encarar?

Obras do inglês que é o enfant terrible da arte contemporânea estão à venda na ArtRio, que se encerra neste domingo no Rio

Por Marcelo Camacho Atualizado em 17 set 2017, 16h05 - Publicado em 17 set 2017, 16h04

Um dos artistas mais badalados do mundo, o britânico Damien Hirst, está com diversos trabalhos seus em exposição na ArtRio, em cartaz até este domingo (17) na Marina da Glória, no Rio de Janeiro. A galeria da qual ele é dono, a Other Criteria, trouxe para a feira de arte um conjunto de edições limitadas com alguns dos seus principais temas, como as borboletas e as caveiras. São obras com tiragens variadas, que podem chegar até 5 mil unidades. Outras são um pouco mais exclusivas, com tiragem de apenas quinze. Trata-se de uma maneira de diminuir o preço e tornar o artista acessível a um maior número de fãs.

E quanto custa ter um Damien Hirst? For the Love of God – Lenticular, com 40 cm de largura por 60 cm de altura e tiragem de 5 mil exemplares, saiu, no primeiro dia da ArtRio, por 3.600 dólares (cerca de 11.500 reais). A obra traz a imagem de uma caveira cravejada de diamantes, em uma técnica chamada impressão lenticular.

Outro trabalho da mesma linha, For the Love of God – Laugh, com 1 m de altura por 75 cm de largura, ainda à venda, custa 14.600 dólares (cerca de 46.700 reais). É uma edição de 250 unidades que usa uma técnica chamada impressão serigráfica com pó de diamante – e, sim, dá para ver perfeitamente a textura do pó de diamante sobre o papel.

As borboletas de Damien Hirst aparecem na série The Souls I-IV, com 76 cm de altura por 60 cm de largura. Vieram nove borboletas diferentes, cada uma em edição limitada a quinze exemplares. Os preços variam entre 5.100 dólares (ou 16.300 reais) e 6.800 dólares (ou 21.700 reais). Já inferno, uma impressão lenticular com a imagem de diversos insetos sai por 8.700 dólares (ou 27.800 reais). Mede 61 cm por 61 cm e pertence a uma edição limitada de 50 unidades.

Vale lembrar que a ArtRio conseguiu, junto ao Conselho Nacional de Política Fazendária, a isenção de pagamento de ICMS sobre obras importadas de outros países, como é o caso dos trabalhos trazidos pela Other Criteria. Mas há outros impostos que precisam entrar na conta final, como o PIS e o Cofins e o imposto de importação. Tudo isso pode elevar o custo em até 15%.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês