Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Polícia mira investigações nos médicos de Whitney Houston

Suspeita é de que profissionais tenham fornecido à cantora remédios que a possam ter matado

Por Da Redação 14 fev 2012, 08h33

A polícia de Los Angeles agora volta suas investigações sobre a morte de Whitney Houston para os médicos da cantora. A suspeita é de que eles tenham fornecido a ela medicamentos de forma ilegal, e que esses remédios tenham provocado a sua morte. De acordo com os tabloides ingleses The Sun e Daily Mail, a causa da morte da cantora ainda não foi divulgada porque a polícia acredita que os médicos de Whitney possam ser responsabilizados por prescreverem os remédios que podem ter matado a artista no último sábado.

No quarto em que Whitney morreu, foram encontrados frascos de remédios da farmácia Mickey Fine, a mesma que forneceu as drogas que mataram Michael Jackson. Havia seis tipos de remédio: Xanax, Lorazepam e Diazepam (todos eles ansiolíticos), ibuprofeno (analgésico), Midol (para cólicas menstruais) e amoxicillina (antibiótico). No início da investigação, a polícia acreditava que Whitney pudesse ter morrido vítima de afogamento, já que seu corpo foi encontrado submerso em uma banheira. Mas apenas uma quantidade pequena de água foi encontrada no pulmão da cantora.

Se algum médico tiver fornecido drogas ilegalmente para Whitney, poderá enfrentar queixas assim como Conrad Murray, médico de Michael Jackson que foi condenado a quatro anos de cadeia por homicídio culposo, pois deu a Jackson as drogas que o mataram.

Banheira onde cantora Whitney Houston foi encontrada morta
Banheira onde cantora Whitney Houston foi encontrada morta VEJA

Funeral – O corpo de Whitney chegou nesta terça-feira à cidade de Newark, no estado de Nova Jersey, nos Estados Unidos, local em que será realizado o seu sepultamento. Na noite desta segunda-feira, um jatinho particular deixou Los Angeles transportando o corpo da cantora, além de amigos e familiares. O funeral de Whitney acontecerá na sexta-feira no Prudential Center, um ginásio que abriga as partidas da equipe da NBA New Jersey Nets e que tem capacidade para 19.000 pessoas.

De acordo com o site TMZ, a família da cantora está dividida quanto ao funeral. Embora a família queira enterrá-la em Newark, sua cidade-natal, a mãe da cantora, Cissy Houston, e a prima, Dionne Warwick, acreditam que ela deveria ser enterrada em Atlanta, onde morou e, segundo elas, o lugar do qual ela guardava as melhores lembranças.

Causa da morte – Whitney foi encontrada morta na banheira de um hotel em Los Angeles no último sábado. A autópsia foi finalizada no domingo, e agora está sendo realizado o exame toxicológico para determinar a causa da morte. O site americano TMZ, que cita fontes próximas à cantora, sustenta que o departamento legista teria confirmado à família que a artista não morreu afogada, e sim pela combinação de calmantes e outros medicamentos com álcool.

Houston, que ganhou inumeráveis prêmios e vendeu mais de 170 milhões de álbuns, singles e vídeos em todo o mundo, morreu aos 48 anos. O corpo foi em um quarto do hotel Beverly Hilton de Los Angeles, enquanto se realizavam os preparativos para a cerimônia de entrega dos prêmios Grammy de domingo. Houston lutava há tempos contra o vício de drogas, que afetou negativamente sua saúde e carreira.

Continua após a publicidade

Publicidade