Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Polícia caça fotógrafo do topless real

Agentes vasculharam escritório da 'Closer' e examinaram computadores

Por Da Redação 19 set 2012, 13h29

A polícia fez uma batida no escritório da revista Closer, em Paris, atrás da identidade do fotógrafo responsável pelas imagens em que Kate Middleton aparece de topless durante férias ao lado do marido, o príncipe William. A revista publicou as fotos na última sexta-feira e as imagens, a partir daí, rodaram o mundo. Indignados, Kate e William entraram com um processo e conseguiram barrar, na Justiça, a publicação de novas imagens pela Closer, que arcará com multa em caso de desobediência.

LEIA TAMBÉM:

Os escândalos da nova geração da família real britânica

Os policiais entraram às 10 horas da manhã (horário local) na sede da revista, que fica no subúrbio de Montrouge. De acordo com o jornal britânico The Guardian, eles vasculharam o escritório e examinaram os computadores que encontraram.

Nesta terça, além de proibir a divulgação de novas imagens pela Closer, a Justiça francesa, por meio do Tribunal de Nanterre, abriu uma “investigação preliminar” sobre o caso, para veriricar se é o caso de punir a revista por violação à privacidade, e ordenou que os arquivos digitais das imagens fossem entregues. Até agora, no entanto, o paparazzo responsável pelas fotos não foi localizado.

Continua após a publicidade
Publicidade