Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Paul McCartney se despede do Brasil emocionando 65.000 pessoas

Cantor encerrou a turnê 'Up And Coming' com show de três horas e quase 40 canções, no estádio Morumbi.

Por Rodrigo Levino 23 nov 2010, 02h51

Se para os shows de Porto Alegre e o primeiro em São Paulo reservou-se os epítetos de apoteótico e antológico, o desta segunda-feira (22) congregou as duas coisas.

Paul McCartney encerrou a turnê Up And Coming no Brasil com um concerto que, como os outros dois anteriores, em Porto Alegre (07) e São Paulo (21), tem lugar garantido na galeria dos maiores ocorridos no Brasil. Macca cantou para 65.000 pessoas no estádio Morumbi, num show que fugiu pouco à regra da turnê, com mudanças pontuais no set list que o tornaram ainda mais emocionante.

Se para os shows de Porto Alegre e o primeiro em São Paulo reservou-se os epítetos de apoteótico e antológico, o desta segunda-feira (22) congregou as duas coisas. Para sorte do público, até o tempo chuvoso cooperou com o espetáculo que durou exatas 3 horas, e começou com dez minutos de atraso, às 21h40, quando a banda tocou os primeiros acordes de Magical Mistery Tour, no lugar de Venus And Mars/Rock Show, como vinha ocorrendo até então. A canção foi uma das cinco que Paul incluiu no repertório. A saber, Got To Get You Into My Life ao invés de Drive My Car, I’m Looking Through You no lugar de I’ve Just Seen a Face, e Bluebird, entre Here Today e Dance Tonight.

De resto, a apresentação foi impecável pelos motivos já expostos outrora. Carisma, disposição, a capacidade inesgotável de emocionar o público de todas as idades que sabe a maioria das letras de cor e salteado e contempla o show com ciência do quão histórico é o que se apresenta no palco. A parte de Paul é cumprida com simpatia, uma banda afiada e, mesmo com gestos milimetricamente calculados, uma rara empatia e a segurança de que tem cada um dos presentes à mão.

O roteiro não é dado às variações. Paul novamente interagiu com a plateia em português; homenageou Linda McCartney, sua ex-mulher e parceira na banda Wings, cantando My Love; citou os ex-companheiros George Harrison e John Lennon, cantando Something e Here Today; carregou a bandeira do Brasil na volta ao palco par ao primeiro bis; levou garotas ao palco para mostrar as tatuagens que fizeram com seu autógrafo e deixou que seus músicos sobressaissem, pela coreografia divertida do baterista Abel Laboriel Jr., em Dance Tonight, ou quando o guitarrista Rusty Anderson simulou um acidente durante a execução de Live And Let Die, música adornada por um espetáculo pirotécnico.

Entre uma coisa e outra, o cantor e compositor desfilou pérolas de 50 anos de carreira passadas, tanto da carreira vitoriosa dos Beatles, como I’ve Got a Feeling, Paperback Writer, Let It Be e Hey Jude, às grandes canções de sua carreira solo como Mrs. Vanderbilt e Jet, do impecável disco Band On The Run (1973), tocou baixo — instrumento que o consagrou — guitarra, violão, ukulele, piano e bandolim, exibindo em todos eles ótima técnica.

Em resumo, um showman completo e inigualável, como só poderia ser quem foi capaz de revolucionar a música com tamanha amplitude. Com um punhado de canções, algumas delas até ingênuas ou simplesmente assobiáveis, mas todas, sem exceção, com grande força afetiva, Paul marcou a vida das últimas quatro gerações e, pelo que se viu no Morumbi, marcará de mais algumas.

Confira abaixo o set list completo do show

Magical Mystery Tour

Jet

All My Loving

Letting Go

Got To Get You Into My Life

Highway

Let Me Roll It/Foxy Lady

The Long and Winding Road

1985

Let Me In

My Love

I’m Looking Through You

Two Of Us

Blackbird

Continua após a publicidade

Here Today

Bluebird

Dance Tonight

Mrs Vanderbilt

Eleanor Rigby

Something

Sing The Changes

Band On The Run

Ob-La-Di, Ob-La-Da

Back In The USSR

I’ve Got a Feeling

Paperback Writer

A Day in the Life/Give Peace A Chance

Let It Be

Live And Let Die

Hey Jude

Day Tripper

Lady Madonna

Get Back

Yesterday

Helter Skelter

Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band/The End

Continua após a publicidade
Publicidade