Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Participante de reality sobre caso de abuso sexual: ‘Pesadelo’

'Bachelor in Paradise' foi suspenso depois que um produtor viu uma cena de 'comportamento impróprio' de um concorrente com uma colega de confinamento

Por Da redação 14 jun 2017, 20h17

A participante do reality show Bachelor in Paradise Corinne Olympios se pronunciou pela primeira vez depois que o programa foi interrompido por causa de uma acusação de abuso sexual envolvendo ela e o colega de confinamento DeMario Jackson. Em declaração ao site da revista E!, a jovem de 24 anos disse estar tentando entender exatamente o que aconteceu na noite de 4 de junho, quando Jackson teria apresentado “comportamento impróprio” em relação a ela em uma piscina. 

  • “Sou vítima e passei a última semana tentando entender o que aconteceu na noite de 4 de junho”, disse. “Apesar de eu me lembrar de pouco do que aconteceu naquela noite, algo ruim obviamente aconteceu, já que o programa foi suspenso e um produtor deu queixa contra a produção.”

    “Como mulher, esse era meu pior pesadelo, e virou minha realidade” declarou Corinne. “Enquanto eu busco detalhes do que aconteceu naquela noite e nos dias seguintes, contratei um grupo de profissionais a fim de garantir que o que aconteceu em 4 de junho venha à luz e que eu possa continuar minha vida, incluindo um advogado para obter justiça e terapia para lidar com os traumas físicos e emocionais daquela noite”.

    O episódio aconteceu logo no primeiro dia de gravações do programa e chamou a atenção de um dos produtores. Para investigar o que aconteceu, a Warner tirou o reality do ar e mandou todos os participantes para casa“Nós recebemos denúncias de comportamento impróprio no set de Bachelor in Paradise. Suspendemos a produção e estamos conduzindo uma investigação. Assim que a investigação estiver concluída, vamos tomar as atitudes necessárias”, disse a Warner em comunicado.

    Continua após a publicidade
    Publicidade