Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Papel de Matt Damon em filme chinês gera polêmica

Com diretor e equipe técnica chineses, o filme é acusado de racismo ao escolher um ator ocidental como estrela

Por Da redação Atualizado em 1 ago 2016, 15h39 - Publicado em 1 ago 2016, 14h13

Rodado na China, e com diretor e equipe técnica chineses, o filme A Grande Muralha — que teve seu primeiro trailer divulgado no final de semana — está sendo criticado pela escolha do ocidental Matt Damon (Jason Bourne) como protagonista, interpretando um soldado mercenário em uma batalha contra criaturas monstruosas no monumento mais famoso da China.

A polêmica foi levantada pela atriz Constance Wu, americana de origem oriental que protagoniza a série cômica Fresh off the Boat. Logo após a divulgação do trailer, ela criticou a escolha de Damon nas redes sociais, e disse que o filme ressalta “o mito racista de que apenas um homem branco pode salvar o mundo”.

LEIA TAMBÉM:
Matt Damon: ‘O que me assombra é Donald Trump’
Matt Damon e Greengrass consolidam a ‘supremacia’ Bourne

Constance explicou que não estava culpando Damon, e que só queria chamar atenção para o problema. “Trata-se de conscientização. Nossos heróis não se parecem com Matt Damon. Eles são como Malala. Gandhi. Mandela”, completou.

Ela também atacou a ideia de que atores de cor não arrecadam volumes altos em bilheteria. “Se atores brancos são perdoados por terem um fracasso de bilheteria de vez em quando, por que um ator de cor não pode ter um de vez em quando também?”, publicou.

Continua após a publicidade

Outros comentários na internet seguiram o pensamento da atriz, e acusaram Hollywood de sempre tentar fazer uma história em qualquer época e lugar do mundo ser estrelada por um homem branco. Recentemente, o filme Deuses do Egito (2016) também passou por controvérsia similar.

Matt Damon não é o único ator ocidental em A Grande Muralha, que conta com o americano Willem Dafoe (Ninfomaníaca) e o chileno Pedro Pascal (Game of Thrones) no elenco. O longa tem direção de Zhang Yimou, responsável por filmes de artes marciais que alcançaram fama mundial, como Herói (2002) e O Clã das Adagas Voadoras (2004). Em 2011, o diretor lançou Flores do Oriente, protagonizado por Christian Bale, que interpretava um ocidental que se fingia de padre para proteger um grupo de mulheres durante uma guerra na década de 1930.

A Grande Muralha tem estreia marcada para 16 de fevereiro no Brasil

Continua após a publicidade
Publicidade