Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Oscar 2021: máscaras não serão obrigatórias durante cerimônia

A premiação, realizada entre Estados Unidos e Europa, terá público reduzido, medição de temperatura e a apresentação de pelo menos três testes de Covid-19

Por Eduardo F. Filho
Atualizado em 20 abr 2021, 15h00 - Publicado em 20 abr 2021, 14h40

Após uma sequência de premiações feitas de forma virtual ou híbrida, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas apresenta no domingo, 25, a 93ª edição do Oscar, festa que será presencial. Nesta segunda-feira, 19, a Academia informou ainda que os convidados e participantes da cerimônia não serão obrigados a usar máscaras durante a transmissão.

A festa terá três sedes, uma em Los Angeles e as outras duas na Europa, em Londres e Paris, para facilitar o acesso daqueles que não poderão viajar até os Estados Unidos em função da pandemia. Como a cerimônia principal, que será realizada na Union Station em Los Angeles, será tratada como uma produção de TV/filme, as máscaras não serão necessárias para as pessoas que estiverem em frente às câmeras enquanto a premiação estiver no ar. No entanto, quando as câmeras estiverem desligadas, como, por exemplo, durante os intervalos comerciais, o uso do acessório facial é recomendado.

O público participante, desde os convidados até a imprensa que fará a cobertura, será reduzido. Dentro da Union Station poderão entrar apenas 170 pessoas e os membros serão divididos em grupos que farão um rodízio dentro e fora da cerimônia. O itinerário personalizado com os horários de cada grupo serão entregues no momento da chegada no local. O cobiçado e elegante tapete vermelho também estará enxuto com apenas três fotógrafos e um número limitado de meios de comunicação fazendo entrevistas. O Brasil é um dos oito mercados internacionais que estarão presente no tapete vermelho.

Além da não obrigatoriedade de máscaras, a Academia afirmou que o Oscar 2021 será um grande ensaio para o retorno de premiações presenciais nos Estados Unidos. Apesar de boa parte da população americana já estar vacinada, todos os convidados terão a temperatura medida na chegada da cerimônia, e deverão fazer pelo menos três testes de Covid-19 nos dias que antecedem a entrega dos prêmios.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.