Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

O vestido de Mariana Ximenes para protestar contra o ‘desmonte da cultura’

Atriz apresentou o Festival do Rio trajando roupa estampada com cartazes de filmes nacionais

Por Diego Freire Atualizado em 11 dez 2019, 01h21 - Publicado em 11 dez 2019, 01h19

Apresentadora da 21ª edição do Festival do Rio, a atriz Mariana Ximenes abriu o evento, nesta terça-feira 10, trajando um vestido estampado com cartazes de diversos filmes nacionais. A iniciativa foi um protesto de Ximenes contra o comando da Ancine, entidade que no final de novembro retirou de seu edifício e do site oficial os cartazes de várias produções do cinema brasileiro. Como justificativa, o órgão declarou que expôr determinadas obras feria o princípio de isonomia.

“Esses cartazes são o estandarte da nossa resistência, nessa luta muito importante contra o desmonte da cultura brasileira”, disse Ximenes, em discurso no palco do evento.

Conforme revelou VEJA, a Ancine recentemente também vetou a exibição do filme A Vida Invisível, inscrito no Oscar, em um evento interno.

Sobre os embates entre  governo Jair Bolsonaro e órgãos culturais a determinados filmes do país, Karim Aïnouz, diretor de A Vida Invisível, declarou em entrevista para VEJA: “eu me pergunto por que somos tão temidos. Se há censura, ou estão em desacordo com algo do filme ou estão com medo de alguma coisa. Por isso é importante que essa história seja esclarecida, com urgência, pois é perigosa para a imagem do Brasil internacionalmente”.

Em uma série de postagens, Ximenes mostrou seu vestido e escreveu mensagens de protesto contra o que classificou como “tempos sombrios” contra a cultura.

“Vivemos tempos sombrios pairando sobre a nossa liberdade. A arte existe porque a vida não basta, já dizia Ferreira Gullar. E anular a arte é anular a vida. Tentar esconder as produções brasileiras é deixar de lado o Brasil, o brasileiro e o que temos de mais especial, que são nossas histórias, nossa diversidade, nosso jeito de ver e viver a vida. O cinema é uma arte nossa”, escreveu a atriz.

View this post on Instagram

Com o cinema brasileiro, como atriz e espectadora, mergulhei em histórias que eu nunca imaginei contar, fui para lugares onde nunca pensei em estar. O cinema brasileiro me fez rir, chorar, me apaixonar, refletir e viver sentimentos que eu nem sabia que existiam. São muitas as histórias que temos para contar. Nunca produzimos tanto, com tanta diversidade de gêneros, de pontos de vista tão diversos e nunca ganhamos tanto o mundo com a nossa cultura. Mas, ao mesmo tempo, vivemos tempos sombrios pairando sobre a nossa liberdade. A arte existe porque a vida não basta, já dizia Ferreira Gullar. E anular a arte é anular a vida. Tentar esconder as produções brasileiras é deixar de lado o Brasil, o brasileiro e o que temos de mais especial, que são nossas histórias, nossa diversidade, nosso jeito de ver e viver a vida. O cinema é uma arte nossa!

A post shared by Mariana Ximenes (@marixioficial) on

View this post on Instagram

O cinema, a arte resistem! Música “Cinema Novo” de @caetanoveloso & @gilbertogil 📸 @viniciusmochizuki

A post shared by Mariana Ximenes (@marixioficial) on

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)