Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

O versátil John Krasinski: do humor ao terror de ‘Um Lugar Silencioso’

Consagrado em 'The Office', o ator, diretor e roteirista multifacetado está à frente da franquia cuja 'Parte II' estreou nos cinemas nesta quinta-feira, 22

Por Marcelo Canquerino 23 jul 2021, 10h34

Ir de astro da comédia para o comando de produções de terror não aparenta ser uma transição natural, nem sequer intuitiva. Mas, no caso de John Krasinski, a dança de gêneros deu tremendamente certo. “Eu nunca gostei de filmes de terror, até escrever e dirigir um”, disse ele em entrevista ao talk-show americano The Late Show. À frente da franquia Um Lugar Silencioso – cuja vertiginosa Parte II estreou nos cinemas nacionais na quinta-feira, 22 – o ator, diretor e roteirista faz tremendo sucesso com a história de uma família que, num futuro próximo pós-apocalíptico, precisa sobreviver a monstros alienígenas que caçam os humanos guiados pelo som. Em bilheteria mundial, o primeiro filme, de 2018, arrecadou 341 milhões de dólares e o segundo, lançado este ano após diversos adiamentos em decorrência da pandemia, também tem se provado uma verdadeira mina de ouro — tanto que um terceiro e último longa já está confirmado. 

Um Lugar Silencioso
(A Quiet Place, 2018) - Paramount/Divulgação

Krasinski é casado desde 2010 com a atriz Emily Blunt e, ao lado da esposa, se jogou de cabeça no projeto. Em um primeiro momento, os dois não trabalhariam juntos em Um Lugar Silencioso, mas bastou Blunt ler o roteiro do marido para que seus olhos brilhassem e ela, de imediato, aceitasse o papel de mãe da família Abbott. Essa foi a primeira vez que a carreira do casal se cruzou: antes, eles preferiam manter-se distantes no lado profissional. Sempre foram muito reservados, o que se estende inclusive à exposição das suas duas filhas, Hazel, de 7 anos, e Violet, de 5 anos. Para Krasinski, a paternidade “é um caos incrível e maravilhoso”, como comentou em entrevista a Stephen Colbert. 

Emily Blunt e John Krasinski durante o Globo de Ouro, em 2019.
Emily Blunt e John Krasinski durante o Globo de Ouro, em 2019. Axelle/Bauer-Griffin/FilmMagic/Getty Images

Antes de ser reconhecido como um grande diretor e roteirista, o ator se estabeleceu na comédia, dando vida ao galante bobalhão Jim Halpert na versão americana do seriado The Office. O papel fez com que sua carreira decolasse, em 2004, e seu nome fosse alçado ao estrelato. Até hoje, mesmo depois de mais de uma década, muitas pessoas ainda associam Krasinski à produção da NBC, junto de astros como Steve Carrell. Prova do reconhecimento veio em uma situação engraçada. Em entrevista ao The Guardian, ele contou que, durante uma viagem no Reino Unido, um despachante de malas reconheceu seu rosto, mas não soube identificar de onde. Quando o ator revelou fazer parte do elenco do remake americano de The Office, seriado originalmente britânico, o homem carimbou seu passaporte e disse: “Bem, eu gosto mais dessa versão”. 

John Krasinski como Jim Halpert em The Office.
John Krasinski como Jim Halpert em The Office. Chris Haston/NBC Universal/Getty Images

A carreira na dramaturgia começou cedo. De comerciais na televisão a leitura de peças Off-Broadway, John Burke Krasinski passou pela Universidade Brown, onde se formou em teatro, e pela The Royal Shakespeare Company, na Inglaterra. Os pais, Mary Clare e Ronald Krasinski, ambos médicos, sempre apoiaram e deram força para a carreira de ator do filho, que começou a engrenar quando ele se mudou do Reino Unido para Nova York. 

Transitando entre produções das mais variadas, ele também já experimentou acaloradas histórias de ação. Em 2018, no seriado da Amazon Prime Jack Ryan, deu vida ao notório agente homônimo da CIA. O legado do herói, que no cinema já foi interpretado por Alec Baldwin, Harrison Ford, Ben Affleck e Chris Pine, passou para Krasinski na televisão e serviu para o ator mostrar sua versatilidade. Mas, antes mesmo dos atos heroicos nas telas, o ator já salvava vidas quando era apenas um adolescente. Durante o ensino médio, ele passou seis meses na Costa Rica para dar aulas de inglês. Em um passeio numa praia que parecia corriqueiro, enquanto nadava, Krasinski viu uma jovem costarriquenha sendo puxada pela correnteza e não pensou duas vezes: se atirou ao mar e conseguiu salvá-la. 

Voltando aos tempos pandêmicos, o eterno Jim Halpert criou, em março de 2020, um projeto para ajudar as pessoas a se divertirem um pouco durante o isolamento social. Some Good News, que teve o logo desenhado por uma de suas filhas, é um programa no YouTube em que Krasinski recebe diversos convidados para um bate-papo. O elenco original do musical Hamilton, bem como Steven Spielberg, Oprah Winfrey e Brad Pitt, são alguns exemplos de gente famosa que já deu as caras na atração. O sucesso foi tanto que a empresa ViaComCBS comprou o programa e vai adaptá-lo para o seu serviço de streaming. 

Seja estrelando filmes que chegam a grandes mostras de cinema, como Caminho para o Coração, destaque no Festival de Sundance em 2012, seja comandando a franquia de terror mais cultuada do momento, Krasinski, aos 41 anos, tem se provado, acima de tudo, um cara polivalente. 

Continua após a publicidade
Publicidade