Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

‘O Outro Lado do Paraíso’ tem estreia morna

Personagens de Bianca Bin e Sergio Guizé se apaixonaram perdidamente logo no primeiro capítulo, em trama apressada

Por Meire Kusumoto Atualizado em 9 dez 2020, 09h25 - Publicado em 23 out 2017, 23h39

Saíram o Rio e o Pará de A Força do Querer e entrou a paisagem paradisíaca do Jalapão, no Tocantins, de O Outro Lado do Paraíso. A nova novela das 9 da Globo, assinada por Walcyr Carrasco, começou nesta segunda-feira com belíssimas sequências gravadas no Norte do país – a fotografia foi um dos pontos altos do capítulo – e apresentou seu núcleo principal. Mas, protagonizada por Bianca Bin, a história só engrenou mesmo quando entrou em cena Marieta Severo, a vilã da trama.

A mocinha, Clara (Bianca Bin), teve que lidar com uma tragédia familiar nos primeiros minutos do folhetim: perdeu o pai, que procurava esmeraldas, em uma explosão. Para ajudar nas contas da casa simples, que divide com o avô, Josafá (Lima Duarte), ela começou a dar aulas em um quilombo em Pedra Santa, região fictícia no Jalapão. Lá se formou o triângulo amoroso, composto por ela, o médico Renato (Rafael Cardoso), apaixonado pela moça, e Gael (Sergio Guizé), playboy de Palmas que estava a passeio pelo lugar.

Clara caiu de amores por Gael de imediato e nem quando ele ameaçou jogar Renato do precipício, simplesmente por sentir ciúmes do rival, desistiu do forasteiro. Sem perceber que poderia estar caindo em uma cilada daquelas, aceitou se casar com ele. Foi aí que entrou a interesseira Sophia (Marieta Severo), mãe de Gael, e a desbocada Lívia (Grazi Massafera), irmã do rapaz. Indignada com a notícia do noivado de seu filho com uma moça simples, Sophia se abalou de Palmas até o Jalapão para tentar dissuadir Clara da ideia, disposta a oferecer-lhe dinheiro caso fosse necessário. Ao descobrir, porém, que a propriedade de Clara tem esmeraldas, enxergou a possibilidade de salvar sua família da ruína financeira.

  • Até a aparição de Sophia, a trama ia morna, mesmo com a participação de atores do naipe de Fernanda Montenegro (em um papel místico) e Lima Duarte. A história de Clara foi mostrada de modo apressado, não dando muito tempo para criar simpatia pela moça – ao contrário, a decisão de se casar com um rapaz desconhecido até um mês antes e aparentemente ciumento e desequilibrado só criou a impressão de que ela é ingênua demais. Quando finalmente deu as caras, Sophia movimentou a história e deu as cartas para o que deve ser o jogo que vai se desenvolver nos próximos capítulos. No desenrolar da trama, a vilã vai mandar a nora para uma clínica psiquiátrica para que ela possa explorar as terras da sua família em paz. A moça vai ficar dez anos presa até conseguir escapar e buscar vingança. Aí, sim, a personagem terá a chance de mostrar que não é só mais uma mocinha boba de novela.

    Sophia (Marieta Severo), a malvada de ‘O Outro Lado do Paraíso’
    Sophia (Marieta Severo), a malvada de ‘O Outro Lado do Paraíso’ Raquel Cunha/TV Globo

    No Rio de Janeiro, o folhetim apresentou Elizabeth (Gloria Pires, ótima no papel), outra personagem principal que passará por uma grande virada e que promete um bom enredo. No capítulo, o público viu a mulher ser ignorada pelo marido, Henrique (Emílio de Melo), diplomata que consegue uma oportunidade em Londres e viaja mesmo após protestos da esposa, que sente sua falta.

    Elizabeth será vítima de Natanael (Juca de Oliveira), seu sogro, que já apareceu no capítulo armando o plano com Jô (Barbara Paz). Frágil, Elizabeth terá que forjar a própria morte para se salvar e vai acabar desenvolvendo depressão, o que a levará a buscar alento no álcool.

    Continua após a publicidade
    Publicidade