Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

‘O Homem de Aço’ é mais que cinema de ação, diz diretor

Em convenção em Las Vegas, Zack Snyder afirma que buscou 'pungência' em relações familiares para dar ao espectador 'grande experiência cinematográfica'

Por Da Redação 17 abr 2013, 06h29

O Homem de Aço, novo filme do Super-Homem que promete fazer o super-herói mais famoso do mundo renascer em uma nova dimensão para o cinema, vai muito além da ação, defendeu nesta terça-feira o cineasta Zack Snyder, diretor encarregado da produção com estreia prevista para 12 de julho no Brasil. “Eu queria que o filme fosse uma grande experiência cinematográfica”, disse Snyder durante a CinemaCon, convenção dos proprietários de salas de cinema dos EUA que ocorre esta semana em Las Vegas.

Depois de dirigir um filme de super-heróis como Watchmen, considerado uma adaptação bastante fiel da obra-prima dos quadrinhos escrita por Alan Moore e ilustrada por Dave Gibbons, Snyder buscou aliar cenas de ação naturais para o “maior super-herói do mundo”, como ele se refere, a uma busca por emoção pouco comum no gênero, o que o roteiro do filme tenta apresentar como diferencial. Com esse objetivo, o diretor destaca a “pungência” das relações familiares do personagem Clark Kent, tanto com seus pais biológicos no planeta Krypton quanto com os adotivos na Terra.

Uma mostra desses sentimentos, pouco explorados em filmes anteriores do Super-Homem, está no novo trailer de O Homem de Aço, lançado oficialmente nesta terça-feira pela Warner Bros. Com trilha sonora emotiva, além de batalhas aéreas panorâmicas em Krypton e sequências de perseguição entre o Super-Homem e kryptonianos que invadem a Terra, a prévia tem momentos mais “comoventes” que retratam a dor de seu pai biológico (interpretado por Russel Crowe) ao enviá-lo para outro planeta e a dificuldade de sua família terráquea em lidar com seus superpoderes.

Galeria de fotos: os principais intérpretes do Super-Homem no cinema

É mais um indicativo de que o filme deve explorar os problemas enfrentados por um família que tem um integrante incomum, ainda que especial. Numa cena, o herói e seu pai na Terra (vivido por Kevin Costner) têm um momento de grande ternura enquanto aparentam a todo custo encontrar forças para esconder os superpoderes de Clark na infância.

Continua após a publicidade

“Fui um fã do personagem a minha vida inteira”, confessa Snyder. “É o maior super-herói de todos. Se houvesse uma competição de super-heróis, ele venceria”. Pensando nisso, o diretor disse que pretendeu fazer um “filme grandioso”, “cheio de ação, cheio de emoção”.

O Homem de Aço tem produção de Christopher Nolan (da recente franquia Batman) e no elenco medalhões como Russell Crowe e Kevin Costner, além da nova estrela Amy Adams, que faz a jornalista Lois Lane e recebeu este ano a indicação ao Oscar de melhor atriz coadjuvante por seu papel em O Mestre. Mas o protagonista, escolhido para vestir o uniforme do Super-Homem, é o relativamente desconhecido ator britânico Henry Cavill, cujo papel mais relevante foi na série de TV Os Tudors – que também não é muito popular.

Apesar disso, os produtores confiam na química de Cavill e Adams como Clark e Lois, e dão uma pista no trailer lançado agora. Na sequência final, ela pergunta a ele o que significa o “S” em seu uniforme. “Não é um ‘S’. No meu mundo isso significa esperança”, responde o super-herói. “Bem, aqui é um ‘S'”, contesta Lois, que antes de sugerir “Que tal de Super-Homem?”, é interrompida por um barulho – ao algo que o diretor Zack Snyder ainda não quer mostrar.

Confira o novo trailer de ‘O Homem de Aço’ (em inglês):

Continua após a publicidade
Publicidade