Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Nova investigação aponta quem delatou o esconderijo de Anne Frank

Mistério sobre a traição paira sobre a história da Holanda há 77 anos

Por Raquel Carneiro Atualizado em 17 jan 2022, 18h06 - Publicado em 17 jan 2022, 12h38

Uma nova investigação, iniciada em 2016 e que, agora, apresenta seus resultados, resolveu o mistério sobre quem teria traído Anne Frank e sua família. A delação feita há 77 anos levou um grupo de judeus escondido em Amsterdã a um campo de concentração culminando na morte da jovem autora do best-seller O Diário de Anne Frank (clique para comprar), aos 15 anos de idade.

Conduzida por Vince Pankoke, ex-agente do FBI, a reabertura do caso sugere que o traidor seja Arnold van den Bergh, um proeminente membro de um conselho de judeus em Amsterdã, grupo usado pelos nazistas para supostamente proteger seus iguais. Antes do fim da II Guerra, o grupo foi desfeito e enviado a campos de concentrações. Van den Bergh teria entregado o endereço do esconderijo dos Frank para poder salvar sua própria família, que foi poupada dos campos.

A longa investigação, que contou com dezenas de especialistas e a ajuda de um programa de inteligência artificial, analisou diversos suspeitos, especialmente simpatizantes do partido nazista. Contudo, o resultado surpreendeu a todos. “Era um contexto de guerra, no qual a sobrevivência diária pautava as decisões”, analisa Thijs Bayens, cineasta que fará um documentário sobre a investigação.

Anne Frank, sua família e quatro outros amigos, totalizando oito pessoas, passaram mais de dois anos escondidos em um anexo ao fundo do prédio onde o pai da jovem, Otto Frank, possuía uma empresa. Eles foram apreendidos pelos nazistas em agosto de 1944 e enviados aos campos de concentração. Apenas Otto sobreviveu. Todo o processo da investigação será narrado no livro Quem Traiu Anne Frank? (clique para reservar), previsto para ser lançado em fevereiro no Brasil pela editora HarperCollins.

*As vendas realizadas através dos links neste conteúdo podem render algum tipo de remuneração para a Editora Abril

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês