Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

No ‘Superstar’, Fábio Jr. descobre o Google

Cantor romântico se empolga e faz o papel de pesquisador do passado das bandas. Reality show ficou mais uma vez atrás de Silvio Santos no ibope

Por Pollyane Lima e Silva 12 Maio 2014, 17h58

Demorou, mas Fábio Jr. descobriu um jeito de se manter atualizado, fazer comentários pertinentes – às vezes impertinentes – e investigar o passado das bandas que participam do SuperStar. O galã da música romântica tem um ‘truque sujo’: o Google. “Vocês têm um projeto social muito importante”, disse, ‘gastando’ conhecimento ao consolar a banda capixaba Cidade do Reggae. Tirou onda, mas não o sorriso amarelo dos rapazes que haviam acabado de se apresentar.

Fábio se empolga. E leva tudo anotado, para poder interromper quem estiver com a palavra e despejar pílulas de ‘sabedoria’. Em um programa ao vivo, é natural que as quatro pessoas com microfones ligados se atropelem vez por outra. Mas nem de longe Fernanda Lima, Ivete Sangalo e Dinho Ouro Preto o superam nesse ponto.

Os cacos, brincadeiras e até os micos de SuperStar tentam tornar o programa mais divertido. Mas o resultado ainda está longe do que quer a Globo no horário depois do Fantástico: o reality show continuou atrás do Programa Silvio Santos na audiência. Pela segunda semana consecutiva, o SBT liderou o ibope no período em que a disputa esteve no ar: 11,5 pontos contra 10,5.

Na segunda rodada de duelos, nesse domingo, o cantor conseguiu bater o próprio recorde e fez de Ivete sua principal vítima. Ainda no primeiro bloco, Move Over havia acabado de se apresentar. “Eu vou dar uma sugestão”, comentava Ivete, interrompida por ele: “Eu também quero dar uma sugestão”. “Eu sou madrinha”, continuou ela, “estou apaixonada, mas quero ouvi-los tocando algo brasileiro”. Ele emendou: “E autoral também, porque eles compõem”. “Vocês compõem” ou “vocês têm trabalho autoral”, aliás, parece ser o novo mantra de Fábio.

No embate com Ivete, o romântico fatiou tanto a explanação da colega que a baiana se deu por vencida. Calou-se. Fábio usou seu tempo: “E o nome que vocês têm, né? Move Over. Que é (pausa constrangedora para ele lembrar o que dizia)… ‘ir além’. Vocês gravaram um CD em 2005 com esse nome, né?” Dinho chegou a pedir: “Posso perguntar uma coisa?” Fábio não deixou: “Tem uma música, Virando o Jogo, que é de vocês, toquem”.

Fernanda Lima tenta equilibrar o falatório. Quando foi anunciar a participação de Yute Lions, ela já se adiantou: “Eles vão tocar música autoral, Fábio Jr.” Em outro momento, o cantor-ator-googlador arriscou um conselho à vocalista do Mary Di. “Você devia fazer alguma coisa como atriz”, sugeriu. “Aí, vai ser outro programa, o The Actors”, soltou a apresentadora, que precisava chamar a xará, Paes Leme, na sala da interatividade.

Depois de ser atropelada pela terceira vez, Ivete decidiu reverter o jogo e saiu falando uma coisa qualquer em meio a mais uma pensata do colega romântico. “Desculpe, viu, Fábio? Continue aí com essa coisa da composição.” Acredite, ele continuou.

Leia também:

Duelo de playbacks perde para Silvio Santos na noite de domingo

Continua após a publicidade

Confira sete previsões certeiras para o ‘SuperStar’

Ivete Sangalo, a jurada que só diz ‘sim’

Audições

Na primeira fase, até 50 bandas concorrentes podem se apresentar atrás do telão e, sem saber a porcentagem adquirida, apenas acompanham no painel as fotos daqueles que votam. Quando atingem 70% de votos a favor, o telão sobe, as bandas se revelam e são classificadas para a próxima fase. No final desta etapa, ficam 24 bandas.

Continua após a publicidade

Publicidade