Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Nike processa artistas por ‘tênis do Satanás’ com sangue humano

Empresa informou judicialmente que não aprova nem autoriza o lançamento de calçado do coletivo de arte MSCHF em parceria com o rapper Lil Nas X

Por Da Redação Atualizado em 31 mar 2021, 09h42 - Publicado em 31 mar 2021, 09h33

O controverso lançamento do “tênis do Satanás”, calçado que contém uma gota de sangue humano nas solas, foi parar nos tribunais. A Nike decidiu processar o coletivo de arte MSCHF pela criação em parceria com rapper Lil Nas X, um modelo Nike Air Max 97s modificado. Segundo os artistas, os 666 pares (uma óbvia referência ao número da besta) se esgotaram menos de um minuto após serem colocados à venda.

A Nike informou em um processo no tribunal no Distrito Leste de Nova York que não aprova nem autoriza o lançamento, segundo informações do New York Times. “A MSCHF e seus sapatos do Satanás não autorizados provavelmente causarão confusão e criarão uma associação errônea entre os produtos MSCHF e a Nike”, informou a empresa americana de material esportivo.

“Na verdade, já há evidências de confusão significativas ocorrendo no mercado, incluindo ligações para boicotar a Nike em resposta ao lançamento dos sapatos de Satanás da MSCHF, com base na crença equivocada de que a Nike autorizou ou aprovou este produto”, prossegue a marca.

O calçado foi lançado após a estreia do clipe da música MONTERO (Call Me By Your Name), de Lil Nas X. Na gravação, o rapper de 21 anos é visto escorregando por um poste de stripper do céu ao inferno, vestindo o par de tênis, e até fazendo dancinha no colo de Satanás. Os calçados, que apresentam a inscrição bíblica “Lucas 10:18” — “Vi Satanás cair do céu como um raio” — nas laterais, foi colocado à venda por um preço igualmente diabólico: 1.018 dólares ou 5.700 reais, na cotação atual.

Logo após o lançamento, ainda antes de abrir o processo, a Nike se apressou para dizer que não tinha nada a ver com a ação. Por outro lado, a Igreja do Satan, nos Estados Unidos, obviamente, apoiou o lançamento. Se a intenção era causar entre os adultos, Lil Nas X conseguiu. A conservadora governadora da Dakota do Sul, Kristi Noem, levou o clipe a sério e fez um alerta: “Você sabe o que é mais exclusivo? Sua alma eterna dada por Deus. Estamos em uma luta pela alma da nossa nação. Precisamos lutar muito. E precisamos lutar com inteligência. Temos que vencer”.

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês