Clique e assine a partir de 8,90/mês

Nicolas Prattes troca bom moço da Globo por assassino em estreia no cinema

Ator que interpreta o Samuca na novela 'O Tempo Não Para' arrisca com protagonista sombrio no filme 'O Segredo de Davi'

Por Mabi Barros - 22 nov 2018, 17h01

Novo queridinho da rede Globo, Nicolas Prattes vai do mocinho Samuca, da novela O Tempo Não Para, ao sombrio protagonista do filme O Segredo de Davi em sua estreia nos cinemas nesta quinta-feira. O protagonista do thriller psicológico é marcado pela dualidade: por fora, é um jovem bonito e inteligente, mas, na verdade, Davi é um assassino em série. 

Aos 21 anos, Prattes se estabelece como o ator que sempre sonhou em ser. O carioca começou a atuar ainda criança. Filho de uma das Garotas do Zodíaco, do extinto Planeta Xuxa, o ator participou da novela Terra Nostra como o filho pequeno do casal de protagonistas Giuliana (Ana Paula Arósio) e Matteo (Thiago Lacerda). Quinze anos mais tarde, ele voltou à Globo como o galã da 23ª temporada de Malhação, Rodrigo.

Nicolas Prattes em ‘Malhação’ Divulgação/TV Globo

Desde então, o ator emenda um papel atrás de outro. Meses depois do fim de seu arco na novela adolescente, ele foi escalado para ao folhetim Rock Story, como o músico Zac. Duas novelas mais tarde, Prattes voltou para a faixa das sete da emissora como um dos protagonistas de O Tempo Não Para, Samuca, um empreendedor ambientalista que se apaixona por Marocas (Juliana Paiva, sua namorada na vida real), uma jovem do século passado que passou cem anos congelada.

Agora, Nicolas Prattes tenta carreira no cinema como o jovem psicopata Davi, completamente diferente dos seus papéis anteriores, que esconde, atrás da aparência de galã, um assassino a sangue frio. “Meu maior desafio nesse filme era fazer com que as pessoas embarcassem na do Davi e até simpatizassem com ele“, comenta o ator a VEJA. 

Além dos desafios de interpretar um personagem psicopata — Nicolas conta que tentou descaracterizar ao máximo o personagem de si, especialmente no visual com o cabelo loiro — o ator vive também cenas picantes ao lado de André Hendges, que fariam o ingênuo Samuca da Globo corar. “O filme não sublinha a sexualidade de Davi, mas nós passamos por uma preparação muito intensa para construir essa relação dele com o Jonathas. Eram bons personagens no papel, eu só tinha que fazer o que tava escrito”, diz sobre o longa assinado por Diego Freitas. 

“Eu acredito que o público vai ter uma boa surpresa com o Davi. Guardadas as devidas proporções, acho que ele vai ter um impacto tão positivo quanto o Samuca”, conclui o ator.

Continua após a publicidade
Publicidade