Clique e assine a partir de 8,90/mês

Nããão: saga ‘Crepúsculo’ retornará em curtas no Facebook

Estúdio Lionsgate fechou contrato com Stephenie Meyer, criadora da série, para um concurso de pequenos filmes que premiará cinco mulheres cineastas

Por Da Redação - 1 out 2014, 10h39

Quem achou que ficaria livre de Crepúsculo, a saga vampiresca inspirada nos livros da mórmom Stephenie Meyer, sonhou acordado. Bella, Edward e outros personagens chatinhos da franquia estarão de volta em 2015, em uma série de curtas-metragens que serão disponibilizados no Facebook, como parte de um concurso promovido pelo estúdio Lionsgate em parceria com Stephenie e a rede social.

Leia também: Em lançamento recorde, Jogos Vorazes’ vai ocupar metade dos cinemas

‘Amanhecer – Parte 2’ é o melhor de ‘Crepúsculo’, mas isso não quer dizer que é bom

A competição, intitulada “The Storytellers – New Creative Voices of The Twilight Saga” (algo como ‘As Contadoras de História – Novas Vozes Criativas da Saga Crepúsculo‘) escolherá pelo menos cinco mulheres cineastas, que terão apoio para realizar seus projetos. Elas serão selecionadas e orientadas por, entre outros, as atrizes Kristen Stewart (a Bella dos filmes), Kate Winslet (Divergente), Octavia Spencer (Insurgente), a roteirista da animação Frozen, Jennifer Lee, e a diretora Catherine Hardwicke, responsável pelo primeiro episódio de Crepúsculo. Ainda não foi anunciado se o elenco original participará dos curtas e se, eventualmente, o projeto pode chegar aos cinemas.

A grande vencedora entre as pelo menos cinco escolhidas será apontada pelo público e receberá um valor ainda não definido em dinheiro, além de oportunidades para avançar na carreira. Os fãs poderão acompanhar o desenvolvimento e a produção dos filmes, pelo Facebook e pelo site Tongal, uma plataforma de crowdsourcing – contribuição e compartilhamento.

Continua após a publicidade

Infográfico: Dê o seu final para Crepúsculo

QUIZ: Teste seus conhecimentos sobre a série vampiresca

A ação faz parte da estratégia de expansão do Facebook para o segmento de vídeos na internet, que é dominado pelo YouTube, do Google. Em 2011, a rede social tentou, sem sucesso, alugar filmes da Warner Bros., um primeiro passo de um plano que nunca foi abandonado pela empresa de Mark Zuckerberg. No ano passado, o Facebook começou a testar o uso de vídeos com anúncios de Divergente, outra saga juvenil de sucesso.

No Twitter, pelo menos, a nova iniciativa já teve bom resultado. A notícia do “retorno” de Crepúsculo está nos trend topics – a lista dos assuntos mais comentados na rede de microblogs – na manhã desta quarta-feira.

Apesar da péssima qualidade da história, do elenco e dos filmes, a franquia Crepúsculo foi um fenômeno no cinema, arrecadando mais de 1 bilhão de dólares pelo mundo com seus quatro episódios.

Continua após a publicidade
Publicidade