Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Miami inaugura museu sobre Covid-19 com distanciamento e horário reduzido

O acervo inclui uma vestimenta que virou um símbolo da pandemia no estado, além de máscaras, álcool em gel e doses da tão esperada vacina

Por Eduardo F. Filho Atualizado em 12 mar 2021, 15h40 - Publicado em 12 mar 2021, 15h19

Quando a pandemia do Coronavírus acabar, certamente as pessoas vão querer se esquecer das inúmeras reuniões por Zoom, das máscaras faciais, da falta de abraços… a lista é extensa. O estado americano da Flórida, que está com as 10 maiores taxas de novas infecções por Covid-19 nos EUA, e teme uma nova onda com as férias se aproximando, não quer deixar os cidadãos esquecerem tão cedo desse vírus letal. Um museu em Miami reuniu centenas de artefatos e memórias da pandemia e os colocou em exposição.

Itens da coleção do HistoryMiami referente à pandemia da Covid-19 -
Itens da coleção do HistoryMiami referente à pandemia da Covid-19 – (Douglas Lance/HistoryMiami Museum/.)

A coleção da HistoryMiami inclui equipamentos de proteção individual de médicos que trataram pacientes com o vírus em um hospital local, a apostila escolar de um aluno que teve um ano de aulas online, convites impressos de reuniões por Zoom, além de máscaras, galões de álcool em gel e, recentemente adicionadas ao acervo, duas ampolas vazias de vacina da Pfizer.

A Monalisa do museu, entretanto, é o vestido preto e a foice da morte – como a do personagem do filme Pânico – usada por Daniel Uhlfelder, um advogado da Flórida, em diversas praias lotadas em maio de 2020 enquanto protestava contra a recusa do governador Ron DeSantis em fechá-las.

Continua após a publicidade
Itens da coleção do HistoryMiami referente a pandemia da Covid-19 -
Itens da coleção do HistoryMiami referente à pandemia da Covid-19 – (Douglas Lance/HistoryMiami Museum/.)

“Espero que as pessoas olhem para isso e vejam o que nossos governantes eleitos e outras pessoas estavam fazendo de errado, ignorando, mentindo, politizando e usando bodes expiatórios. Espero que eles vejam que houve pessoas que decidiram fazer algo de forma pacífica, criativa, honesta e corajosa. É um símbolo de tentar chamar a atenção do público de uma forma poderosa para que os líderes façam a coisa certa”, disse o advogado em entrevista ao jornal The Guardian.

Jorge Zamanillo, diretor executivo e curador da HistoryMiami, disse em entrevista ao mesmo jornal, reconhecer que as pessoas desejam deixar a pandemia para trás, mas é importante arquivar suas histórias, mesmo que ainda sejam afetadas por elas. “Foi o ano que realmente transformou a nação, o mundo e localmente… todos nós giramos e mudamos a forma como vivemos”, afirmou.

Continua após a publicidade
Itens da coleção do HistoryMiami referente à pandemia da Covid-19 -
Itens da coleção do HistoryMiami referente à pandemia da Covid-19 – (Douglas Lance/HistoryMiami Museum/.)

Além de Miami, iniciativas semelhantes estão em andamento em várias outras cidades dos Estados Unidos e Canadá. O Museu Nacional Smithsonian de História Americana em Washington, por exemplo, ganhou essa semana um modelo 3D do vírus criado pelo doutor Dr. Anthony Fauci, consultor médico chefe da Casa Branca sobre Covid-19 e o maior especialista em doenças infecciosas do país.

O HistoryMiami está funcionando com capacidade de visitantes reduzida, distanciamento e o uso obrigatório de máscara.

Continua após a publicidade
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.